GP1

Política

Ministro interino da Cultura pede demissão a Michel Temer

Na carta, Andrade diz que não tem interesse de ser efetivado no cargo.

Nesta sexta-feira (16), o ministro interino da Cultura, João Batista de Andrade, pediu demissão do cargo. Andrade enviou uma carta ao presidente Michel Temer, para comunicar sua decisão. Ele está no cargo desde maio, quando Roberto Freire pediu demissão depois da acusação da delação de Joesley Batista de que Temer teria recebido propina da JBS.

Na carta, Andrade diz que não tem interesse de ser efetivado no cargo, porém, ele afirmou ao presidente que está disposto a contribuir de forma proativa com a transição. Antes de assumir o ministério interinamente, João Batista era secretário-executivo do ministério.

João Batista é filiado ao PPS, e também escritor, roteirista e cineasta. Em 2005, ele foi nomeado como secretário de Cultura do Estado de São Paulo. Entre 2012 e 2016, exerceu a função de presidente da Fundação Memorial da América Latina (SP).

  • Foto: FacebookEx-ministro Roberto Freire e João Batista de AndradeEx-ministro Roberto Freire e João Batista de Andrade

De acordo com o Estadão, a iniciativa de João Batista antecede decisão do governo de substituí-lo. O Palácio do Planalto já estava decidido em tirar a vaga do PPS em retaliação ao fato de Freire ter cobrado a renúncia do presidente Temer e se demitido depois da crise gerada pela delação de Batista. O presidente Temer responde a inquérito por corrupção, obstrução à Justiça e organização criminosa.

O governo deve efetivar a troca na Cultura depois que Temer voltar da viagem da Rússia e Noruega na próxima sexta-feira (23). O deputado André Amaral (PMDB-PB) é o nome mais cotado.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.