GP1

Política

Elmano Férrer deve ceder presidência do Podemos a Evaldo Gomes

Conforme entendimentos preliminares, Elmano deve assumir vaga no diretório nacional e a tendência é que o empresário Sérgio Bandeira assuma o comando do Podemos em Teresina.

Se tudo transcorrer dentro do que vem sendo discutido até esse ponto, o senador Elmano Férrer vai deixar a presidência do Podemos no Piauí para repassar ao deputado estadual Evaldo Gomes (PTC). Se a estratégia for oficializada, o senador vai ocupar espaço no Diretório Nacional do partido.

Evaldo falou ao GP1 nesta quarta-feira (07), sobre as tratativas e informou que para selar os diálogos falta apenas ouvir as principais lideranças do PTC sobre a ida para o Podemos.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Elmano FérrerElmano Férrer

“Realmente essa é tendência, se eu e meu grupo formos para o Podemos o senador já disse que abdica da presidência para que eu assuma, e ele deverá compor a executiva nacional. Posso dizer que os entendimentos estão avançadíssimos, agora estamos ouvindo as lideranças do PTC sobre os entendimentos”, falou Evaldo.

Ainda dentro dos pontos acordados, o empresário Sérgio Bandeira deve ficar com o comando do Podemos em Teresina, como o próprio admitiu. Ainda durante entrevista à nossa reportagem, Bandeira falou que acredita que seu partido só tem a crescer com a iminente ida do grupo de Evaldo Gomes.

  • Foto: GP1Sérgio Bandeira Sérgio Bandeira

“Estamos na torcida para a vinda do grupo do deputado Evaldo. Acredito que o partido vai ganhar muito com a chegada deles. Quanto a mim, realmente existe esse entendimento para que eu assuma a presidência do Podemos em Teresina”, falou Sérgio.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Evaldo Gomes discute com Elmano e Renata Abreu ida para o Podemos

Elmano Férrer retorna ao Senado Federal no dia 12 de novembro

Evaldo Gomes recua e descarta fusão do PTC com Patriotas

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.