GP1

Política

PSD poderá rever apoio a Alckmin se Michel Temer for candidato

Mesmo afirmando seu apoio ao governador de São Paulo, o ministro explicou que o partido vai avaliar as suas possibilidades.

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, afirmou nesta segunda-feira (26) que poderá reaver o apoio ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), à Presidência da República caso Michel Temer (MDB) decida disputar a reeleição. Kassab é ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Mesmo afirmando seu apoio ao governador de São Paulo, o ministro explicou que o partido vai avaliar as suas possibilidades. "Consultas às lideranças nacionais me levam a crer que, se o PSD não tiver candidatura própria, a preferência amplamente majoritária é pela candidatura do governador Geraldo Alckmin. O PSD tem como premissa que o presidente Michel Temer não será candidato, pois é evidente que, sua candidatura existindo, seu nome seria imediatamente incluído nas discussões do partido", disse em entrevista ao Estadão.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Gilberto KassabGilberto Kassab

O partido deverá analisar bem o seu posicionamento, já que possui uma boa aliança com Alckmin, e já fechou com o PSDB de São Paulo para indicar o candidato a vice na chapa ao governo nas eleições deste ano. O nome de Kassab é o mais cotado. Com isso, o PSD apoiaria os tucanos na disputa presidencial.

Outro ponto que será analisado é o interesse do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD) querer disputar a presidência. Ele estaria até pensando em se filiar ao MDB para manter o seu desejo.

"No momento certo, o ministro ou o partido vai definir se o nosso candidato, pelas circunstâncias, não por suas qualidades, é adequado para disputar as eleições, ou se iremos partir para uma coligação. Vamos aguardar mais alguns dias”, disse o presidente nacional.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.