GP1

Política

Henrique Pires apresenta voto de louvor a Ibaneis e repudia Paulo Guedes

As proposições do deputado estadual deverão ser lidas em plenário e apreciadas pelos demais deputados.

O deputado estadual Henrique Pires (MDB) apresentou voto de louvor ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), após sua decisão de doar EPI’s aos profissionais de saúde do município de Corrente, para ajudar no enfrentamento à pandemia de covid-19 no Piauí.

“Ibaneis teve um posicionamento sensível em disponibilizar ao município de Corrente, equipamentos imprescindíveis para garantir a segurança dos profissionais de saúde na realização dos trabalhos de combate à covid-19”, justificou o deputado.

Foto: AscomDeputado Henrique Pires e governador Ibaneis Rocha
Deputado Henrique Pires e governador Ibaneis Rocha

Ao mesmo tempo, o parlamentar apresentou voto de repúdio ao ministro da economia, Paulo Guedes, por suas recentes declarações acerca do Programa de Financiamento Estudantil (Fies). Guedes disse que o programa federal para estudantes de baixa renda ingressarem no ensino superior é “bolsa para todo mundo” e pode ser associado a um “desastre”. Na oportunidade, o ministro também sugeriu que o brasileiro precisa viver menos para aquecer a economia.

Quanto às declarações do ministro, o deputado Henrique Pires defendeu que os valores precisam estar voltados ao resgate da perspectiva de ensino e qualidade de vida longa, e afirmou que não há sentido cogitar que a população que envelhece seja um ônus para o país. “A economia e o sistema previdenciário do Brasil somente se sustentarão se apostarmos na vida, na educação, na saúde de qualidade e em programas de inclusão social, que reduzam as desigualdades e aumentem as oportunidades”, completou.

As proposições de Henrique Pires deverão ser lidas em plenário e apreciadas pelos demais deputados.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.