GP1

Política

“Mais fácil eu dar uma sova nele”, diz Joice Hasselmann sobre marido

A deputada frisou que se tivesse sido agredida pelo marido, o médico Daniel França, teria denunciado.

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL) se pronunciou mais uma vez após ser agredida fisicamente dentro do seu apartamento. Nesta sexta-feira (23), a parlamentar concedeu nova entrevista ao jornal O Globo e tratou de rechaçar os boatos de que o marido, o neurocirurgião Daniel França, teria sido o responsável pelas agressões.

Joice Hasselmann disse que ao acusarem seu marido estariam tentando desviar o foco do caso, que para ela se tratou de um atentado. “De maneira muito canalha estão tentando desviar o foco e colocar o meu marido em suspeição. Quem me conhece e conhece o Daniel sabe que é muito mais fácil eu dar uma sova nele do que ele ousar levantar a mão para mim”, declarou em entrevista à colunista Bela Megale.

A deputada frisou que foi o esposo quem a socorreu e que se ela tivesse sido agredida por ele ou por qualquer outro membro da família, teria denunciado e colocado a pessoa na cadeia.

Foto: Reprodução/Instagram/GP1Joice Hasselmann e Daniel França
Joice Hasselmann e Daniel França

“Daniel foi a primeira pessoa a me socorrer, a exigir que eu fizesse as tomografias. É uma canalhice tentarem envolvê-lo nesse episódio. Isso tem um intuito de criar uma cortina de fumaça para que não se descubra a verdade, não vou permitir. Se [o agressor] fosse meu marido, filho, pai ou irmão, eu teria denunciado e colocado na cadeia. Qualquer um que me conhece minimamente sabe disso”, enfatizou.

“Aguardem a investigação”

No Instagram, ao compartilhar a entrevista, a deputada falou que a polícia já investiga o caso, onde, dentre outras diligências, serão ouvidas algumas pessoas e analisadas imagens de câmeras de segurança. “Aguardem a investigação da polícia que dará as respostas. Eles tomarão os depoimentos e analisarão as imagens das câmeras”, escreveu.

Entenda o caso

Joice Hasselmann revelou nesta quinta-feira (22), que foi agredida fisicamente dentro de seu apartamento em Brasília, no último sábado (17). A parlamentar não consegue lembrar como tudo aconteceu, tampouco tem conhecimento de quem a agrediu, pois afirma ter sofrido um lapso de memória.

Hasselmann concedeu entrevista ao jornal O Globo, e relatou que na noite do último sábado (17) acordou em meio a uma poça de sangue no chão do closet do apartamento funcional (para deputados) onde vive em Brasília. O médico piauiense Daniel França, marido da deputada, estava no imóvel no momento e, segundo assessoria, dormia em outro quarto.

A parlamentar sofreu cinco fraturas no rosto, uma na costela, um corte no queixo e teve um dente quebrado. Em um vídeo gravado pela própria deputada ela mostra todos os ferimentos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.