Piauí

Pai de Camila Abreu diz estar indignado com pedido de prisão domiciliar

O ex-capitão, que está preso desde 27 de novembro de 2017, alega que faz parte do grupo de risco da covid-19, por ser portador de diabetes.

O pai da estudante de direito Camilla Abreu, assassinada em outubro de 2017 pelo então namorado, na época capitão da Polícia Militar Allisson Wattson, recebeu com indignação a informação de que a defesa do agora ex-capitão ingressou com habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça do Piauí pedindo a concessão de prisão domiciliar, com base na recomendação do Conselho Nacional de Justiça, que devido ao novo coronavírus recomendou a saída antecipada dos regimes fechados e semiabertos aos presos que se enquadrem no grupo de risco.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook

 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.