Fechar
Colunista Feitosa Costa
GP1

Deputado Edson Ferreira diz que não sabe quem é Oscar de Barros


O deputado estadual Edson Ferreira (PSD), líder político de São Raimundo Nonato e integrante da base do Governo, voltou a defender uma chapa com Wellington Dias candidato à reeleição, Themístocles Filho (PMDB), candidato a vice; e Ciro Nogueira (PP) e Júlio Cesar (PSD), como candidatos ao Senado. Com relação ao líder petista e jornalista Oscar de Barros, que o criticou por excluir Regina Sousa, Ferreira disse o seguinte: "não vou responder a esse cidadão porque não sei quem é ele".

  • Foto: Facebook/Oscar de Barros-Lucas Dias/GP1 Oscar de Barros e Edson Ferreira Oscar de Barros e Edson Ferreira

Oscar de Barros criticou a posição de Edson Ferreira no seu blog, quando advertiu também que a eleição do ano que vem de governador, será "casada com a de presidente da República". Na opinião de Barros, o "Lulinha Paz e amor não existe mais", dando a entender que as futuras coligações envolvendo candidatos majoritários do PT, podem não aceitar a participação de partidos que votaram a favor do impeachment de Dilma, como foi o caso do PMDB de Themístocles Filho, do PP de Ciro e do PSD de Júlio César.

EXCLUSIVAS

Edson X Oscar


  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1 Júlio CésarJúlio César

Colegas fizeram gozação com Edson Ferreira (PSD), criticado pelo dirigente petista Oscar de Barros, por ter defendido um nome do deputado federal Júlio Cesar, como candidato a senador juntamente com Ciro Nogueira na chapa de Wellington Dias para a disputa de 2018.

Quem mais chateou

  • Foto: Lucas Dias/GP1Gustavo NeivaGustavo Neiva

Gustavo Neiva (PSB) e Mauro Tapety (PMDB), amigos inseparáveis de Edson Ferreira, foram os que mais fizeram gozação com Edson Ferreira. Um deles chegou a dizer: "tome cuidado porque o Oscar de Barros não quer você no Governo".

Tem a mesma opinião

Procurado para falar sobre o assunto, divulgado nesta coluna, Edson Ferreira reafirmou a opinião de que a chapa majoritária deveria ter o PT, com Wellington, e mais três partidos da base.

Zé Filho reaparece

  • Foto: Lucas Dias/GP1Zé filhoZé filho

O ex-governador Zé Filho, que está sem partido, reapareceu ontem na Assembleia Legislativa para prestigiar o recebimento do titulo de cidadão piauiense pelo cardiologista Pedro Lemos.

Simpatia pelo PMDB

Zé Filho afirma que tem tempo para decidir o rumo partidário a tomar, mas fala com carinho sobre o "PMDB Guerreiro de Alberto Silva e Mão Santa".

Oposição

  • Foto: Lucas Dias/GP1João Henrique AlmeidaJoão Henrique Almeida

O ex-governador diz que é oposição ao Governo de Wellington Dias e lembrou que setores importantes do PMDB pensam como ele, citando o vice-presidente do Partido, João Henrique Sousa.

Na porta de Temer

O chefe de gabinete adjunto de Michel Temer é um filho de João Henrique de Almeida Sousa, que começou a amizade com o Presidente da República no começo dos anos 90, quando chegou à Câmara para exercer o seu primeiro mandato de deputado federal.

Crime da Infraero

A Infraero simplesmente tomou da população do bairro Aeroporto para entregar a uma empresa exploradora e indiferente, a praça que ficava em frente à estação de passageiros. A praça está praticamente toda cercada de grades para dar lugar a estacionamento.

E o Ministério Público?

O Ministério Público bem que poderia questionar essa verdadeira violência contra o direito da população do Aeroporto de ter a sua praça. Muitos casais do bairro se conheceram e namoraram ali.

Pedido dos clientes

Fui cercado, ontem pouco depois das 9 da manhã, por dois casais, que pediram que a direção do supermercado Carvalho faça a cobertura do estacionamento do atacadão da Kennedy.

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.