GP1

Veja quanto cada deputado federal do Piauí gastou da cota parlamentar na pandemia

Cada deputado tem direito a receber mensalmente um valor de R$ 40.971,77 referente à cota parlamentar.

A coluna fez uma pesquisa nesta terça-feira (10), para saber quanto os deputados federais piauienses gastaram da cota parlamentar desde o início da pandemia da covid-19, entre março de 2020 e julho deste ano. Cada um deles tem direito a receber mensalmente um valor de R$ 40.971,77, para custeio de despesas do mandato.

O levantamento mostra que o gasto total dos dez deputados piauienses nesse período foi de R$ 5.019.128,73 (cinco milhões, dezenove mil, cento e vinte e oito reais e setenta e três centavos). Vale ressaltar que o montante foi desembolsado enquanto o país passa pela maior fragilidade econômica dos últimos anos, tendo em vista a crise ocasionada pela pandemia.

Foto: Lucas Dias/Alef Leão/GP1Flávio Nogueira, Júlio César, Margarete Coelho, Iracema Portella e Marcos Aurélio Sampaio
Flávio Nogueira, Júlio César, Margarete Coelho, Iracema Portella e Marcos Aurélio Sampaio

Entre os dez deputados, o que está na liderança entre os mais custosos é Flávio Nogueira (PDT). O parlamentar gastou R$ 649.119,18, tendo sido R$ 60.635,32 somente no mês de novembro de 2020. A maior despesa em novembro foi com divulgação de atividade parlamentar, quando foram gastos R$ 15 mil.

O deputado Júlio César (PSD) ficou na vice-liderança entre os deputados piauienses que mais gastaram. O parlamentar do PSD desembolsou R$ 638.465,80 da cota. Em fevereiro de 2021, mês em que utilizou quase R$ 71 mil, ele gastou R$ 29.300,00 com locação de fretamento de aeronaves.

Foto: Lucas Dias/Alef Leão/GP1Marina Santos, Átila Lira, Merlong Solano, Fábio Abreu e Rejane Dias
Marina Santos, Átila Lira, Merlong Solano, Fábio Abreu e Rejane Dias

Em terceiro lugar aparece a deputada Margarete Coelho (Progressistas), que usou um total de R$ 630.945,98. Em dezembro de 2020 ela gastou R$ 33 mil somente com divulgação de atividade parlamentar.

Já a deputada Iracema Portella (Progressistas), que teve gasto total de R$ 613.329,30, usou mais de R$ 100 mil em dezembro de 2020, sendo R$ 54.500,00 com Consultorias, Pesquisas e Trabalhos Técnicos.

O deputado Marcos Aurélio Sampaio (MDB) gastou um total de R$ 567.024,43. A maior despesa do emedebista foi com divulgação de atividade parlamentar, ele gastou mensalmente R$ 15 mil somente com esse serviço.

Marina Santos, deputada eleita pelo Solidariedade, também usa muito sua cota parlamentar na divulgação de atividade parlamentar, já tendo gasto R$ 31.500,00 somente no mês de outubro de 2020. Ela gastou o montante de R$ 535.470,54

O deputado Átila Lira (PSB) usou R$ 380.507,32, sendo que o mês com maior gasto foi agosto de 2020, quando desembolsou R$ 59.522,54. Nesse mês, ele gastou R$ 39.460,00 com locação de fretamento de aeronaves.

O deputado Merlong Solano (PT), que assumiu a vaga após a morte do titular Assis Carvalho, usou entre julho de 2020 e julho de 2021 o valor total de R$ 361.878,57 da cota parlamentar. No mês de dezembro de 2020, o deputado pagou R$ 30.750,00 para divulgação de atividade parlamentar.

Dos R$ 333.999,31 totais gastos pelo deputado Fábio Abreu (PL), R$ 43.159,39 foram desembolsados em março de 2021.

Em último lugar, como a deputada que menos usou a cota parlamentar está Rejane Dias (PT), com R$ 308.388,30.

Conforme os dados, os maiores gastos dos parlamentares são com fretamento de aeronave e divulgação de atividade parlamentar. Os valores mostram que os deputados são experts em viajar de avião e fazer propaganda.

Confira abaixo o ranking: 

Flávio Nogueira - R$ 649.119,18

Júlio César - R$ 638.465,80

Margarete Coelho - R$ 630.945,98

Iracema Portella - R$ 613.329,30

Marcos Aurélio Sampaio - R$ 567.024,43

Marina Santos - R$ 535.470,54

Átila Lira - R$ 380.507,32

Merlong Solano - R$ 361.878,57

Fábio Abreu - R$ 333.999,31

Rejane Dias - R$ 308.388,30

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.