GP1

Coronavírus no Piauí

Covid-19: Wellington vai definir plano de vacinação com Pazuello

“Com os meus colegas governadores, representantes da Câmara e do Senado, estaremos, na próxima semana, em reunião com o Ministério da Saúde", disse o governador.

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), confirmou nesta quarta-feira (25), que o plano nacional de vacinação contra a covid-19 está sendo elaborado pelo Ministério da Saúde e na próxima semana irá acontecer uma reunião com o Governo Federal para a definição do planejamento.

“Com os meus colegas governadores, representantes da Câmara e do Senado, estaremos, na próxima semana, em reunião com o Ministério da Saúde. Em pauta, a definição de um Plano Nacional de Vacinação para que, assim que a primeira vacina for liberada pela Anvisa, as nossas equipes entrem em ação. Será uma estratégia integrada entre estados, municípios e Governo Federal. Queremos seguir o caminho do diálogo com todas as áreas”, destacou.

Com os meus colegas governadores, representantes da Câmara e do Senado, estaremos, na próxima semana, em reunião com o Ministério da Saúde. Em pauta, a definição de um Plano Nacional de Vacinação para que, assim que a primeira vacina for liberada pela Anvisa, as nossas equipes entrem em ação. Será uma estratégia integrada entre estados, municípios e Governo Federal. Queremos seguir o caminho do diálogo com todas as áreas!

Posted by Wellington Dias on Wednesday, November 25, 2020

Para o Jornal Folha de São Paulo, o chefe do executivo piauiense afirmou que segunda-feira (30), o plano nacional será divulgado e assim, serão definidas as etapas para os preparativos. Inicialmente, está prevista a organização do número de pontos de vacinação e se a aplicação irá ocorrer por agendamento aos grupos prioritários.

Trabalhar com múltiplas vacinas

No dia 23, durante solenidade no Palácio de Karnak, Dias disse que o Brasil deverá iniciar a primeira etapa de vacinação contra o coronavírus entre os meses de janeiro a março de 2021. O governador sinaliza que o trabalho pode ser feito com múltiplas vacinas.

Nós temos uma perspectiva real de, em dezembro, concluir a terceira fase de pelo menos duas das quatro vacinas no Brasil. Estão bem avançadas as vacinas da Sinovac, da China, da Pfizer, americana, Sputnik V, que é da Rússia, vacina de Oxford, que é do Reino Unido. Seja qual for a vacina, estamos trabalhando para que ela entre no Plano Nacional de Imunização", disse o governador.

Modelo emergencial

Wellington Dias ressaltou que a Anvisa já aprovou um modelo emergencial e após a conclusão da terceira etapa de testes uma das vacinas estará pronta para utilização. “A perspectiva é que tenhamos condições de aprovar a vacina agora. A Anvisa aprovou um modelo emergencial autorizando o uso de vacina, isso é fundamental para que a gente, concluindo a terceira etapa, já engate imediatamente nessa autorização da Anvisa, permitindo que entre janeiro e março já tenhamos vacinação no Brasil”, finalizou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Covid-19: Wellington diz que deverá adotar vacina até março de 2021

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.