GP1

Coronavírus no Piauí

Chega a 91 o número de mortes confirmadas por coronavírus no Piauí

Informação foi repassada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), por meio de boletim epidemiológico divulgado na noite desta quarta-feira (20).

Subiu para 91 o número de mortes por covid-19 (coronavírus) no estado do Piauí. A informação foi repassada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesapi), por meio de boletim epidemiológico divulgado na noite desta quarta-feira (20).

Foram quatro mortes registradas desde a última atualização. O número de casos confirmados da doença também aumentou, passando de 2.637 para 2.852, ou seja, 215 casos registrados em 24 horas. No Piauí há 322 pessoas curadas da doença.

Os quatro pacientes que morreram em decorrência do coronavírus são homens, sendo três deles de Teresina, de 82, 46 e 67 anos. A quarta vítima trata-se de um senhor de 67 anos, natural de São Julião. Todos possuíam doenças pré-existentes.

Ainda de acordo com a Sesapi, dos novos casos registrados hoje, 117 são mulheres e 98 homens, com idades que variam de 10 a 94 anos.

Cidades com casos confirmados

Sete municípios registraram casos de covid-19 pela primeira vez. São eles: Buriti dos Montes, Joaquim Pires, Padre Marcos, Parnaguá, Pedro Laurentino, Santa Cruz do Piauí e Santo Antônio de Lisboa. Agora, são 127 cidades que possuem casos registrados.

Situação diária de internações

Ao todo 389 pessoas estão internadas com covid-19 no Piauí, sendo 247 em leitos clínicos, 139 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 3 em leitos de estabilização.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Capitão Miguel Luz diz que teste para o coronavírus deu negativo

Edital de seleção para Hospital de Campanha do Verdão oferece 230 vagas

Wellington Dias mantém fechamento do comércio até o dia 07 de junho

Brasil tem 18.859 mortes e 291.579 casos confirmados de coronavírus

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.