GP1

Coronavírus no Piauí

Iaspi vai flexibilizar cirurgias cardíacas e neurológicas

Com a medida, o plano também vai flexibilizar a realização de cirurgias eletivas.

O Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (Iaspi) assegurou mais leitos para internação e tratamento de segurados acometidos pela covid-19 na rede credenciada Plamta, trazendo mais segurança para a assistência médica hospitalar de pacientes com a doença. Com essa medida, o plano passa também a flexibilizar a realização de cirurgias eletivas.

Desde a semana passada foram flexibilizadas as cirurgias oftalmológicas e a partir de quinta-feira (22), quando encerra a última portaria relativa à suspensão de procedimentos eletivos, começam a ser autorizadas as cirurgias cardiológicas e neurológicas, lembrando que cirurgias de urgências, oncológicas e todos os procedimentos ambulatoriais continuam sendo liberados e disponibilizados pelo Plamta.

“Importante ressaltar que em nenhum momento, durante todo esse período de mais de um ano de pandemia, houve suspensão de liberação de consultas e exames por parte do Iaspi Saúde”, esclareceu Daniele Aita, diretora-geral do Iaspi.

Segundo a gestora, que é médica oncologista, “nós orientamos e reforçamos a necessidade de intensificar os protocolos, a pandemia não acabou, e a sugestão que fazemos é que o agendamento seja feito por telefone, bem como que o usuário exija o agendamento de exames e consultas com hora marcada, evitando, assim, aglomeração nas clínicas”.

O instituto ampliou o número de leitos para Covid-19 em um hospital da rede credenciada, o Prontomed Adulto, uma vez que assegurar a assistência médica hospitalar é uma preocupação da gestão Iaspi e do governador Wellington Dias.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.