GP1

Entretenimento

'Stranger Things' bate recorde de série mais vista em uma semana

Foram 7,2 bilhões de minutos assistidos entre 30 de maio e 5 de junho nos EUA, segundo a Nielsen.
Por Estadão Conteúdo

Após o lançamento do Volume 1 da 4ª temporada, Stranger Things quebrou um recorde e se tornou a série mais vista no streaming dos Estados Unidos dentro do período de uma semana. As informações foram divulgadas pelo Deadline.

De acordo com a Nielsen, os 32 episódios do programa acumularam 7,2 bilhões de minutos assistidos de 30 de maio a 5 de junho. Esse é o maior número já registrado pela empresa que começou a rastrear dados do streaming em 2020.

Os episódios da primeira parte da temporada foram lançados no dia 27 de maio. Os dois episódios finais chegaram à Netflix nesta sexta-feira, 1º, e aumentam as expectativas de um impulso nos números que serão divulgados ao final do mês.

Confira o top 10 das produções mais vistas no streaming dos EUA no período em que Stranger Things bateu o recorde:

1 - Stranger Things (Netflix) – 32 episódios, 7,2 bilhões de minutos de exibição;

2 - All American (Netflix) – 71 episódios, 1,253 bilhão de minutos;

3 - The Lincoln Lawyer (Netflix) – 10 episódios, 966 milhões de minutos;

4 - Obi-Wan Kenobi (Disney +) – 3 episódios, 958 milhões de minutos;

5 - The Boys (Prime Video) – 19 episódios, 949 milhões de minutos;

6 - Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore (HBO Max) – filme, 758 milhões de minutos;

7 - NCIS (Netflix) – 354 episódios, 692 milhões de minutos;

8 - Ozark (Netflix) – 44 episódios, 644 milhões de minutos;

9 - Cocomelon (Netflix) – 18 episódios, 615 milhões de minutos;

10 - Criminal Minds (Netflix) – 321 episódios, 558 minutos.

Na análise da semana de 23 a 29 de maio, Stranger Things também liderou com 5,14 bilhões de minutos de exibição.

Apenas as séries A Máfia dos Tigres e Ozark, ambas da Netflix, conseguiram ultrapassar a marca de 5 bilhões de minutos vistos em uma semana em março de 2020, início da pandemia.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.