Fechar
GP1

Esportes

Brasil pressiona, mas fica no 0 a 0 com a Costa Rica na Copa América

A Seleção Brasileira esteve presente no ataque durante todo o jogo, mas empatou na estreia.

O Brasil pressionou do começo ao fim, mas não conseguiu furar o bloqueio da defesa da Costa Rica e acabou empatando em 0 a 0, na estreia da Copa América 2024. O duelo aconteceu na noite desta segunda-feira (24), no SoFi Stadium, em Los Angeles. A seleções agora retornam a campo na sexta-feira (28).

Primeiro tempo

O Brasil iniciou com a posse de bola, trocando passes e buscando espaços. Aos seis minutos, Raphinha recebeu passe em profundidade de Danilo, arrancou na velocidade e invadiu a área, mas acabou perdendo um pouco de ângulo e o goleiro conseguiu fechar o chute com uma defesa. Aos 11, Lucas Paquetá acionou Rodrygo, que se livrou dos marcadores em arrancada e saiu de frente para o gol, mas não pegou muito bem na bola e ela foi para fora.

O Brasil começou a chegar mais e incomodar a defesa da Costa Rica, mas o adversário estava bem fechado e impedia as invertidas da Seleção Verde e Amarelo. A Canarinho deixou a Costa Rica sair mais e aproveitou para puxar contra-ataques. Aos 21 minutos, Rodrygo puxou jogada em velocidade e tocou para Vinicius Júnior, que seguiu em arrancada e tocou para Lucas Paquetá, que da meia-lua, finalizou de chapa tirando tinta da trave.

A Seleção Brasileira seguia pressionando. Aos 24 minutos, Paquetá deu lindo passe por cima para Raphinha, saindo de frente para goleiro, que se antecipou e conseguiu fazer a defesa com o peito após o chute de primeira. Aos 25, Lucas Paquetá entrou na área e cabeceou raspando a trave.


De tanto insistir, o Brasil foi recompensado aos 29 minutos, porém foi marcado irregularidade. Raphinha cobrou falta, Rodrygo desviou de cabeça e parou em Marquinhos, que livre na segunda trave, só chegou empurrando para marcar, mas após revisão do VAR foi constatado impedimento do zagueiro. Aos 46, Rodrygo limpou a marcação, ajeitou o corpo e finalizou da entrada da área, mas a pelota subiu.

Segundo tempo

O Brasil voltou do intervalo com o mesmo ímpeto e já chegou com perigo com apenas um minuto. Paquetá alçou a bola na área após cobrança de escanteio e Rodrygo chegou cabeceando de forma venenosa. Aos 49, a Seleção Brasileira fez uma linda troca de passes e ela chegou em Rodrygo, que finalizou de frente para o gol e acabou sendo travado pela defesa. Aos 62, Paquetá arriscou de fora de área e acertou a trave.

A Seleção Brasileira continuava martelando, mas a Costa Rica estava se defendendo. Aos 71 minutos, Savinho foi para a jogada individual, invadiu a área, cruzou, Mitchell foi afastou, cabeceou contra a própria meta e quase marcou conta, com Siqueira fazendo grande defesa e salvando. Aos 78, Guilherme Arana aproveitou sobra da meia-lua e chegou pegando de primeira, obrigando o goleiro trabalhar novamente.

Com a Costa Rica toda atrás, o Brasil seguia mais no ataque. Aos 86 minutos, Paquetá deu lindo passe em profundidade para Rodrygo, que ganhou no corpo do goleiro, ficando com a bola na lateral da área, com o camisa 10 tentando cruzar para Endrick, mas a defesa adversária afastou. Aos 90, Savinho fez bela jogada individual dentro da área, se livrou dos marcadores e ajeitou para Bruna Guimarães, que chutou colocado, mas a bola subiu e passou tirando tinta do travessão.

Próximos compromissos

O Brasil agora volta a campo nesta sexta-feira, pela 2ª rodada do grupo D da Copa América 2024. O embate será contra o Paraguai, no Allegiant Stadium, em Las Vegas, às 22h. A Costa Rica encara a Colômbia, em Glendale, às 19h.

Retrospecto

Com o empate, o Brasil ficou na segunda posição com um ponto. Restante dois jogos para o final da fase de grupos, a Seleção Brasileira se vê na obrigação de vencer para se garantir como primeiro colocado.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.