GP1

Timon - Maranhão

Membro de facção é preso pelo GRECO na Operação Soldado do Morro

Com ele foi apreendida uma pistola calibre .380, de propriedade de um policial militar do Piauí.

Os policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) prenderam, nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (02), um homem identificado como Luciano Alves do Santos. Ele é apontado com um dos alvos da investigação que culminou com a deflagração da Operação Soldado do Morro, ocorrida na semana passada, na zona leste de Teresina.

De acordo com o delegado Tales Gomes, coordenador do GRECO, contra Luciano foi expedido um mandado de prisão e durante o cumprimento da ordem judicial, na cidade de Timon, no Maranhão, os investigadores encontraram em seu imóvel uma pistola calibre .380, de propriedade de um policial militar do Piauí, além de 39 cartuchos do mesmo calibre. O criminoso ainda é suspeito de integrar uma facção criminosa.

Foto: Divulgação/PC-PIMaterial encontrado em posse de Luciano Alves dos Santos
Material encontrado em posse de Luciano Alves dos Santos

“Luciano é investigado no âmbito da Operação Soldado do Morro, que apura crimes de tráfico e homicídio na Pedra Mole. O investigado foi autuado pelo crime de posse irregular de arma de fogo e receptação”, pontuou o delegado Tales Gomes.

Operação Soldado do Morro

A Polícia Civil do Piauí, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) e Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), deflagrou na última quinta-feira (28), a “Operação Soldado do Morro”, com objetivo de combater a atuação de facções criminosas em Teresina.

Em entrevista ao GP1, o delegado geral Luccy Keiko informou que quatro indivíduos, apontados como sendo membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) foram presos e duas foram armas apreendidas.

“A operação foi deflagrada pelo Greco com apoio do DHPP. Foram presos quatro indivíduos do PCC, com duas armas de fogo, inclusive dois deles já tinham mandados em abertos por outros crimes. Através dessas prisões vamos poder solucionar dois homicídios, um ocorrido na zona norte e um ocorrido no bairro Pedra Mole. A operação é resultado da integração entre DHPP, Greco e demais unidades de inteligência da polícia”, declarou Luccy Keiko.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.