Parnaíba - PI

Acusado de agredir árbitra se apresenta à delegacia em Parnaíba

Durante o depoimento, ocorrido na manhã desta quinta-feira (06), o indivíduo reconheceu o erro e alegou estar arrependido.

Laura Moura
Teresina

O estudante Rodrigo Quixaba, acusado de agredir uma árbitra durante uma partida de futsal na quadra da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar) na última segunda-feira (03), se apresentou à delegacia na manhã desta quinta-feira (06) no município de Parnaíba.

O delegado Christian Mascarenhas, da Polícia Civil do Piauí, informou ao GP1 que a apresentação do universitário foi espontânea e que ele não estava foragido. O indivíduo também prestou depoimento e reconheceu o erro cometido.

  • Foto: Divulgação/WhatasAppEliete Fontenele foi agredida por Rodrigo QuixadaEliete Fontenele foi agredida por Rodrigo Quixada

“Ele se apresentou espontaneamente, mas ele não estava foragido. O rapaz prestou depoimento, reconheceu que realmente errou, que agrediu a árbitra de maneira desproporcional e que estava arrependido”, contou o Christian Mascarenhas.

Em seguida, o acusado da agressão foi liberado. Agora, o caso será encaminhado à Justiça para a continuação do caso.

Entenda o caso

A árbitra Eliete Fontenele foi agredida a socos na noite desta segunda-feira (03) durante uma partida de futsal na quadra que fica na Universidade do Delta do Parnaíba, no município de Parnaíba, Litoral do Estado. O fato ocorreu durante uma partida entre os discentes do curso de Ciências Contábeis e Engenharia de Pesca e foi gravado por pessoas que estavam na arquibancada.

O responsável pelas agressões foi o estudante universitário Rodrigo Quixaba, que ainda se encontra foragido. “A Polícia Militar esteve no local. Diligências foram realizadas, mas, até o momento, o suposto autor não foi encontrado”, informou o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar.

A Universidade Federal do Delta do Parnaíba, do campus ministro Reis Velloso, divulgou uma nota de repúdio lamentando a situação e afirmando que esse é o segundo caso de agressão em atividades esportivas. Desse modo, a administração da instituição decidiu suspendes qualquer tipo de atividade no campus até que o caso seja apurado.

Na tarde desta terça-feira (04), o coordenador da Gerência de Policiamento no Interior, delegado Marcelo Leal, informou que mesmo com a repercussão social que o fato teve, o exame de corpo delito pode apontar agressão de natureza leve e, com isso, seja realizada a lavratura de um termo circunstanciado, o que leva o acusado a responder em liberdade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

OAB do Piauí repudia caso de agressão contra árbitra em Parnaíba

Nupevid repudia agressão física contra árbitra em Parnaíba

Acusado de agredir árbitra em Parnaíba deve responder em liberdade