Teresina - PI

Acusados de sequestrar empresário e roubar R$ 20 mil são presos em Teresina

Segundo informações do delegado Luís Guilherme, titular do 11º DP, o sequestro aconteceu no dia 11 de outubro deste ano, na Avenida Miguel Rosa.

Nayrana Meireles
Teresina
Liane Cardoso
Teresina
- atualizado

Policiais do 11º Distrito Policial, com apoio da Divisão de Operações da Polícia Civil e do 5º Batalhão da Polícia Militar prenderam nas primeiras horas desta quinta-feira (21), dois homens identificados como Milton Alves de Oliveira, de 30 anos, e Edson Cavalcante Almeida, de 34 anos. Ambos são acusados de sequestrar e subtrair mais de R$ 20 mill de um empresário.

Segundo informações do delegado Luís Guilherme, titular do 11º DP, o sequestro aconteceu no dia 11 de outubro deste ano. "A investigação teve como ponto de partida uma extorsão mediante sequestro ocorrida no dia 11 de outubro. Na ocasião, dois indivíduos abordaram um empresário do ramo de confecções bastante conhecido na zona sul. Ele estava só e foi abordado nas imediações da Avenida Miguel Rosa, em seu veículo. Na oportunidade os indivíduos o renderam e o conduziram dentro do seu próprio veículo a sua residência na região da Piçarreira. Adentraram o condomínio fechado de casas, renderam os demais entes familiares que estavam no local e dentro da casa subtraíram mais de R$ 20 mil em dinheiro que estava guardado na casa", relatou.

  • Foto: Divugação/Polícia CivilMilton Alves de Oliveira e Edson Cavalcante AlmeidaMilton Alves de Oliveira e Edson Cavalcante Almeida

Ainda segundo o delegado, um dos indivíduos foi preso na Ceasa e o outro no bairro Esplanada, zona sul de Teresina. "As prisões foram realizadas na madrugada e manhã de hoje. Um dos alvos trabalha na madrugada, na Ceasa e não tinha como ser encontrado em sua residência, por isso a prisão foi efetuada lá. Já o outro mora no bairro Esplanada e foi preso em casa", ressaltou.

  • Foto: Alef Leão/GP1Delegado Luís GuilhermeDelegado Luís Guilherme

As investigações devem continuar, pois a polícia acredita que há mais pessoas envolvidas no crime. "As investigações vão continuar, uma vez que nós conseguimos prender os executores do assalto e possivelmente possa haver a questão da logística, que são informações privilegiadas que dem ter sido passadas por alguém que conhece a rotina da família. Acreditamos que há outras pessoas para serem investigadas. Bens foram apreendidos, serão periciados, vão ser levantadas informações em relação a outros envolvidos e acreditamos que vamos avançar nessa investigação", finalizou o delegado.

Após a prisão, a dupla foi encaminhada para a Central de Flagrantes de Teresina, para a realização dos procedimentos cabíveis ao caso.

Mais conteúdo sobre: