Campo Maior - PI

Agência do BB explodida por quadrilha pode desabar em Campo Maior

Em entrevista ao GP1, o delegado Marcelo Leal, informou que a perícia constatou sobre a possível chance de desabar devido a estrutura ter ficado afetada.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

A perícia da Polícia Civil apontou que uma das agências bancárias que ficou destruída após criminosos explodirem caixas eletrônicos, corre o risco de desabar no município de Campo Maior. Em entrevista ao GP1, o gerente de Policiamento de Interior, delegado Marcelo Leal, informou que a perícia constatou que a estrutura do prédio ficou bastante afetada.

“Foram duas agências que foram alvos dos suspeitos e a agência do Banco do Brasil foi a mais atingida. O perito que esteve no local constatou que a estrutura ficou afetada, então possivelmente pode ser demolida”, informou o delegado.

Ainda conforme o delegado Marcelo Leal, a Prefeitura de Campo Maior ainda vai verificar a situação e confirmar a demolição da agência bancária. “Possivelmente pode ser demolido o local, agora só falta a prefeitura da cidade que vai verificar e confirmar essa possibilidade que foi levantada pela perícia”, ressaltou o gerente de policiamento.

Entenda o caso

Criminosos fortemente armados explodiram duas agências bancárias no centro de Campo Maior na madrugada desta terça-feira (30), por volta de 1h. Segundo informações do major Etevaldo Alves, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, aproximadamente 15 homens entraram nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, explodiram os bancos e, em seguida, se dirigiram aos cofres, de onde levaram o dinheiro.

Ainda segundo o major Etevaldo Alves, a Polícia Militar acredita que os criminosos ainda estejam na região e fechou o cerco aos bandidos. “Nós estamos com uma equipe com mais de 30 policiais. Supostamente eles devem estar na região, estamos em diligências e acreditamos que vamos conseguir capturá-los, pois eles não passaram no sentido de Barras”, acrescentou.

Câmera flagrou a ação

Câmeras de segurança flagraram os suspeitos fugindo pela cidade de Boqueirão do Piauí, na madrugada dessa terça-feira (30), por volta de 1h40. O coronel Sousa, comandante do policiamento do litoral Meio Norte, relatou sobre a rota de fuga dos criminosos.

“O que a gente está levantando até agora aponta que saíram na BR 343 com destino a cidade de Cocal de Telha e ao chegar no ponto da entrada da cidade de Boqueirão, eles entraram a esquerda e seguiram rumo a cidade de Boqueirão”, afirmou.

Os veículos de fuga foram flagrados pelas câmeras de segurança de um posto de combustível da cidade de Boqueirão. Além disso, um frentista visualizou os veículos. “Um frentista disse que viu as três caminhonetes passando e que eram uma SW4 e duas Hilux, uma de cor preta e uma de cor ouro, meio amarelado”, disse o comandante.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Quadrilha explode duas agências bancárias em Campo Maior

Câmera flagra acusados de explodir bancos durante fuga no Piauí