Polícia

Áudio revela que presos na Operação Codinomes queriam matar advogado

O áudio onde os indivíduos falam da ação, foi divulgado na manhã desta quarta-feira (15), pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-PI).

Fábio Wellington
Teresina
Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) divulgou na manhã desta quarta-feira (15), uma nova gravação de áudio onde mostra membros de uma facção criminosa, presos durante a Operação Codinomes, com a intenção de assassinar um “gravata”, que de acordo com a Polícia Civil é um advogado.

Na conversa um integrante comenta com uma mulher que um “líder”, tinha “pedido a cabeça do gravata”. A mulher relata não saber do plano: “não sei, quem falou?”. O indivíduo responde que “foi ele lá. Eu já falei, vamos descer agora nessa fita ai”.

A informação foi confirmada ao GP1, pelo delegado Luciano Alcântara, da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes – DEPRE, que contou ainda não ter a identificação do advogado, por conta que no áudio não fica claro de quem se trata.

“É sim, pelo que a gente viu são informações que dão a entender que seria ameaça a um advogado. E não está claro para a gente se é qualquer advogado ou se é para um advogado específico, da facção. A gente ainda vai concluir se pode ser um advogado ligado a eles”, diz o delegado.

'Matar dois por semana'

Na manhã desta terça-feira (14), a Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) divulgou áudios em que mostram conversas entre presos na Operação Codinome, deflagrada também nesta terça. Nos diálogos, os presos articulam e definem informações sobre homicídios e tráfico de drogas.

Os presos na operação fazem parte de facções dos estados de São Paulo e Maranhão, mais conhecidas como PCC e Bonde dos 40, respectivamente. Em um dos áudios, um dos suspeitos chega a comentar que para entrar na facção, o indivíduo tem que “matar pelo menos dois por semana”.

Entenda o caso

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre) deflagrou no início da manhã desta terça-feira (14), a "Operação Codinomes", nos estados do Piauí, Maranhão e São Paulo com objetivo de prender membros de facções criminosas.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, ao todo 26 pessoas foram presas. "Essa operação aconteceu simultaneamente nos estados do Piauí, Maranhão e São Paulo. Conseguimos prender 26 pessoas com envolvimento em facções criminosas especializadas em tráfico de drogas. No Piauí, elas foram presas em Teresina e Demerval Lobão", informou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Em áudios, presos na Operação Codinomes combinam 'matar 2 por semana'

Depre deflagra operação e prende membros de facções criminosas