Piauí

B-R-O BRÓ este ano terá temperaturas acima de 40º no Piauí

Em entrevista ao GP1, a meteorologista da Semar, Sônia Feitosa, contou que os meses de setembro e outubro terão as temperaturas mais altas.

Camilla Menezes
Teresina
Nathalia Carvalho
Teresina
- atualizado

O B-R-O BRÓ, período de estiagem entre os meses de setembro e dezembro, está se iniciando nesta terça-feira (01). O período é conhecido pelo tempo seco, pelas temperaturas altas e pela baixa umidade do ar.

Em entrevista ao GP1, a meteorologista da Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Recursos Hídricos (Semar), Sônia Feitosa, contou que os meses de setembro e outubro terão as temperaturas mais altas.

“Para esse mês de setembro e outubro, a tendência é que nossas temperaturas ultrapassem os 40 graus. Em relação a umidade relativa do ar, que é outra característica do B-R-O-BRÓ, tende a ficar mais baixa. O pior é que será durante quase todas as 24 horas do dia com a umidade baixa, principalmente nas regiões de serrados. Nesta segunda-feira (31) por exemplo, a baixa umidade registrada era bem grave, com umidade relativa do ar de 11%”, detalhou Sônia.

A meteorologista relatou que a umidade baixa já estava ocorrendo desde o mês de julho. “A umidade já vinha baixa desde o mês de julho, mas a diferença é que era por um curto espaço de tempo, acontecia mais de 14h às 16h da tarde. A medida que o B-R-O BRÓ se aproximava, a umidade ia aumentando. Depois foi de 12h às 16h30, e já no fim de agosto piorou, começando 8h da manhã e ia até a noite”, informou.

Contudo, Sônia explicou ainda que o período deste ano não será tão diferente dos outros anos. “Em termos de previsão para todo o período de B-R-O-BRÓ não teremos nada de excepcional. Será como os outros, com temperaturas dentro da normal climatológica ou levemente acima da média”, finalizou.

O GP1 também conversou com o climatologista Werton Costa que orientou as pessoas para os cuidados com a saúde nessa época, visto que a umidade pode chegar abaixo dos 30%, por isso é importante se manter hidratado e não abrir mão do uso do protetor solar.

"As pessoas vão sentir esse aumento na sensação térmica mais do que em outras regiões do estado e então é momento de se atentar para os cuidados como se hidratar bem, beber muita água e fazer o uso do protetor solar, até porque nessa época a umidade é muito baixa. Por volta das 15h da tarde a umidade já está bem próxima de 30%, podemos ainda chegar abaixo dos 30% o que representa um risco, por isso a importância de se atentar para esses cuidados”, explicou o climatologista.

Mais conteúdo sobre: