Teresina - PI

Câmeras flagram acusados de matar servidor do TJ-PI antes do crime

Câmeras registraram a passagem deles no local, instantes antes de chegarem até o Tancredo Neves, onde mataram oficial de justiça para roubar sua Hilux.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Câmeras de segurança registraram imagens dos dois suspeitos de participar da morte do servidor do Tribunal de Justiça do Piauí, Francisco das Chagas Campelo e Silva, minutos antes do crime que ocorreu na noite da última quarta-feira (28), no Tancredo Neves, zona sudeste de Teresina.

Testemunhas relataram ao GP1, que avistaram os dois suspeitos a pé, próximos a empresa AlmaViva, por volta de 19h30. Eles continuaram descendo em direção a avenida principal do Dirceu e duas câmeras instaladas em um Fast Food, em frente à Fundação Bradesco, registraram a passagem deles no local, instantes antes de chegarem até um bar no Tancredo Neves, onde mataram oficial do justiça para roubar sua Hilux.

Um deles, Vinícios Alves da Silva, foi preso poucas horas depois no conjunto Morada Nova, zona sul da Capital. Já o comparsa, que aparece com uma camisa de cor escura no vídeo, trata-se de Ígor Araújo Sousa. Ele segue foragido.

Entenda o caso

O Oficial de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, identificado como Francisco das Chagas Campelo e Silva, de 54 anos, foi assassinado com dois tiros durante um assalto na noite de quarta-feira (28), no bairro Tancredo Neves, zona sudeste de Teresina.

Francisco das Chagas Campelo e Silva estava em um bar com um amigo identificado como Zé Braz, por volta de 21h, quando foi abordada por uma dupla que anunciou o assalto. Durante a ação criminosa, ele travou luta corporal com um dos suspeitos e o segundo acusado, que havia rendido Zé Braz, acabou efetuando um tiro na região das costelas e outro nas costas do oficial de justiça, que morreu ainda no local.

Após o crime os bandidos pegaram a Hilux da vítima, mas logo depois o veículo parou de funcionar, pois havia um sensor de travamento do sistema eletrônico do carro. Os bandidos então fugiram a pé e a Polícia Militar prendeu no mesmo dia Vinicius Alves da Silva no bairro Morada Nova. Quando os policiais fizeram uma busca, encontraram com ele um revólver calibre .32, com seis munições.

O segundo acusado, identificado como Ígor Araújo Sousa, está sendo alvo de buscas do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa – DHPP.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Delegado Barêtta explica dinâmica do latrocínio de servidor do TJ-PI

Juiz converte em preventiva prisão de acusado de matar servidor do TJ-PI

Servidor do TJ é assassinado a tiros durante assalto no Tancredo Neves

Suspeito de assassinar servidor do TJ-PI é preso no Morada Nova

Polícia identifica 2° suspeito de matar servidor do TJ em Teresina

"Sentimento de impunidade", diz amigo do servidor do TJ morto em Teresina