Brasil

Celso de Mello decide antecipar a aposentadoria para 13 de outubro

Relator do inquérito que investiga se Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal, o ministro completa 75 anos em 1º de novembro.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

O decano do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, informou nesta sexta-feira (25) à Corte que vai deixar o tribunal no dia 13 de outubro, segundo o Estadão apurou. Relator do inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal, o ministro completa 75 anos em 1º de novembro, quando se aposentaria de forma compulsória.

A decisão de Mello antecipa o seu desligamento do STF em três semanas, abrindo a primeira vaga na Corte para indicação de Bolsonaro.

Celso de Mello retornou ao trabalho nesta sexta-feira, após uma licença médica. O afastamento inicialmente estava previsto até este sábado, 26, mas foi encerrado na quinta, 24.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Celso de Mello passa por exames e pode se submeter a nova cirurgia

Celso de Mello quer que Bolsonaro preste depoimento sobre interferência na PF