Política

Elmano Férrer deve ser 27º senador a assinar CPI da Lava Toga

Caso se confirme, Elmano será peça-chave para a abertura da CPI, já que são necessárias 27 assinaturas e até o momento apenas 26 senadores assinaram o requerimento.

Andressa Martins
Teresina

O senador Elmano Férrer (Podemos) deverá assinar o requerimento que pede a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lava Toga. A informação foi divulgada no site O Antagonista nesta quinta-feira (14).

Caso se confirme, Elmano será peça-chave para a abertura da CPI, já que são necessárias 27 assinaturas e até o momento apenas 26 senadores assinaram o requerimento. Elmano Férrer é um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro no Senado.

  • Foto: Helio Alef/GP1Elmano FérrerElmano Férrer

Lava Toga

A CPI da Lava Toga tem como objetivo investigar condutas ímprobas, desvios operacionais e violações éticas por parte dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e por membros dos tribunais superiores.

Pressão

De acordo com o site Estadão, o senador Flávio Bolsonaro (PSL) tem articulado para ‘enterrar’ a abertura da CPI. Uma das motivações, segundo a imprensa nacional, seria para ‘agradecer’ o ministro Dias Toffoli por ter aceito seu pedido ao suspender investigações com dados do Coaf sem autorização da Justiça.

Flávio Bolsonaro estaria pressionando seus pares para retirarem as assinaturas do requerimento para a abertura da CPI. O senador piauiense, segundo O Antagonista, também já estaria sendo pressionado.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Flávio Bolsonaro trabalha para impedir a CPI da Lava Toga

Alcolumbre arquiva pedido de instalação da CPI da Lava Toga

Mais conteúdo sobre: