Ciência e Tecnologia

Estudos dos EUA apontam que vitamina D funciona contra a covid-19

A pesquisa apontou que pessoas com nível satisfatório de vitamina D tiveram redução significativa no risco de complicações e morte pela covid-19.

Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

Um novo estudo feito por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, indicou que a vitamina D tem um efeito protetor contra o novo coronavírus (covid-19).

Os pesquisadores analisaram amostras de sangue de 235 pacientes que tiveram covid-19 e precisaram ser internados em um hospital por conta da doença. A pesquisa indicou que os pacientes com pelo menos 30 ng/mL de calcidiol (ou 25-hidróxi-vitamina D) tiveram redução significativa no risco de complicações pela doença como dificuldade respiratória e perda de consciência.

Os cientistas ainda afirmaram que as amostras de sangue dos pacientes também indicaram maiores níveis de linfócitos (células do sistema imunológico) e um número menor de inflamações.

O estudo também aponta que pacientes com mais de 40 anos com um nível satisfatório de vitamina D apresentaram 51,5% menos risco de óbito por covid-19. O estudo foi publicado na revista científica PLOS ONE.

Alimentos ricos em Vitamina D

A vitamina D pode ser encontrada em alimentos como como peixes, carne vermelha e ovos. A vitamina também pode ser encontrada em diversos suplementos.

Cor de pele influência nos riscos

Os números da covid-19 apontam que a doença tem afetado com mais gravidade pessoas negras do que brancas. Além das razões socioeconômicas, a vitamina D também pode explicar esses números porque as pessoas com pele preta precisam de mais tempo de exposição à luz solar para que a vitamina D seja criada pelo organismo humano.

Ressalvas

Os cientistas, no entanto, ressaltam que ainda faltam mais estudos de maior qualidade científica para comprovar, de uma vez por todas, a correlação entre a vitamina D e a covid-19, apesar dos dados apontarem para isso.

É importante também reafirmar que não há evidência de que níveis acima da média tenham alguma eficácia contra o novo coronavírus. Portanto, quem já tem níveis saudáveis da vitamina D não precisa tomar suplementos para se proteger. A realização de exames de sangue solicitados por um médico ainda é a melhor forma de saber se você tem ou não a quantidade certa da vitamina D no organismo.

Mais conteúdo sobre: