Esportes

Etíope Dawitt Admasu ganha a São Silvestre pela segunda vez

Na modalidade feminina Flomena Cheych domina maior parte dos 15 km e cruza em primeiro com larga vantagem.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

O etíope Dawiit Admasu e a quieniana Flomena Cheych foram os mais rápidos nessa manhã nublada com chuva em São Paulo e superaram os 30 mil participantes da 93ª edição da São Silvestre.

De acordo com informações do Estadão, Admasu arrancou nos últimos 5km para levar seu segundo título na tradicional prova brasileira de 15km, enquanto Flomena dominou quase todo o percurso e cruzou a linha de chegada em primeiro, após ter batido na trave em 2016.

  • Foto: Amanda Perobelli/Estadão ConteúdoDawiit AdmasuDawiit Admasu

O Brasil ficou longe do pódio no masculino e no feminino. A melhor colocação foi o 10º lugar de Joziane Cardoso. No masculino, o brasileiro mais bem colocado foi Ederson Vilela, em 11º lugar. O último do país a vencer foi Marilson Gomes dos Santos, em 2010. No feminino, Lucélia Peres foi a última brasileira campeã, em 2006, ano que teve dobradinha dos anfitriões com Franck Caldeira.

Mais conteúdo sobre: