Esportes

Famílias de vítimas da Chapecoense barram estreia de documentário

Segundo informações do G1, o clube tenta barrar na Justiça a exibição da produção, chamada ‘O Milagre de Chapecó’.

Débora Dayllin
Teresina
- atualizado

Um documentário sobre a Chapecoense tem provocado polêmica entre o clube, a produtora Trailer Ltda e familiares das vítimas do acidente com o voo do time em novembro de 2016.

Segundo informações do G1, o clube tenta barrar na Justiça a exibição da produção, chamada ‘O Milagre de Chapecó’, e alega "descumprimento de contrato". Uma das associações de familiares disse que também pretende tomar medidas judiciais contra a exibição, alegando desconhecimento da existência da obra.

  • Foto: Tarla Wolski/Estadão ConteúdoHomenagem aos jogadores e aos integrantes da comissão técnica da ChapecoenseHomenagem aos jogadores e aos integrantes da comissão técnica da Chapecoense

Segundo o diretor da produção, Luis Ara Hermida, o documentário não será exibido até que todas as partes entrem em acordo sobre a produção. Existia a expectativa de que a produção estreasse em 30 de novembro deste ano, um dia após o acidente completar um ano, mas a data ainda não estava confirmada, disse Hermida.

“Até que possamos juntar todas as partes, a estreia está suspensa. Seria uma lástima não seguir em frente. Muitos documentários foram feitos e nenhum colaborou com as famílias. Espero que possamos esclarecer a confusão. Mas esclareço que fizemos tudo corretamente e com o máximo respeito”, afirmou Hermida.

A Afav-c (Associação dos Familiares das Vítimas do Voo da Chapecoense) diz que tem a intenção de entrar com uma ação na Justiça para que o filme não seja exibido, pois muitas famílias não foram informadas sobre a produção. Já a Abravic (Associação Brasileira das Vítimas do Acidente com a Chapecoense) afirma que vai aguardar o resultado do processo judicial da Chapecoense para ver quais medidas tomar.

Mais conteúdo sobre: