Teresina - PI

Firmino lança Guarda Maria da Penha para combater violência contra mulher

Segundo o prefeito Firmino Filho, neste momento de pandemia, ocorreu o aumento da violência doméstica contra a mulher.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Nesta sexta-feira (29), a Prefeitura de Teresina lançou o serviço Guarda Maria da Penha, disponibilizando uma equipe exclusiva para fazer o monitoramento das medidas protetivas a 57 mulheres acompanhadas pelo Centro de Referência Esperança Garcia. Segundo o prefeito Firmino Filho, neste momento em que a pandemia do Coronavírus (Covid-19) ameaça a todos, tem sido observado também o aumento da violência doméstica contra a mulher.

“Estamos no meio dessa grave crise epidêmica e, infelizmente o seu mais importante instrumento de enfrentamento, que é o isolamento social, tem permitido o aumento da violência contra a mulher. Além do apoio do Centro de Referência Esperança Garcia, estamos oferecendo também o serviço da Guarda Maria da Penha, reforçando o trabalho de enfrentamento desse tipo de violência”, destacou.

  • Foto: Alef Leão/GP1Firmino FilhoFirmino Filho

A iniciativa será coordenada pela Secretaria de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas Para Mulheres (SMPM). A equipe é composta por dois guardas: um homem e uma mulher, que foram capacitados para a realização do trabalho.

Inicialmente, serão acompanhadas pela Guarda apenas aquelas mulheres que tiveram a decisão judicial de medida protetiva homologada antes do período de isolamento.

  • Foto: Divulgação/PMTViatura da Guarda Municipal de TeresinaViatura da Guarda Municipal de Teresina

De acordo com a Semcaspi, o projeto é mais um importante instrumento de proteção às mulheres, principalmente no período de isolamento social causado pela pandemia, onde os casos de violência têm se intensificado. Desde o início do isolamento social, o Centro de Referência Esperança Garcia modificou sua forma de atendimento às mulheres. A maioria daquelas que precisa de ajuda passou a utilizar o WhatsApp para buscar orientações ou fazer denúncia.

O Centro de Referência Esperança Garcia (CREG) atende mulheres em situação de violência em Teresina, oferecendo assistências social, psicológica e jurídica. Durante o período de isolamento, a unidade realiza atendimentos por ligações ou via Whatsapp pelo telefone: (86) 9 9416-9451, de segunda à sexta, das 8h às 14h.