Piauí

Hemopi faz campanha para doação de sangue durante pandemia

Os doações, conforme dados do centro, diminuíram por conda da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o que ocasionou na queda do estoque de sangue.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí, o Hemopi, segue realizando campanhas em prol da doação de sangue e de medula óssea no estado. O Hemopi é o único centro de distribuição de hemocomponentes para a rede de saúde pública e privada do estado.

As doações, conforme dados do centro, diminuíram por conda da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o que ocasionou na queda do estoque de sangue. Embora tenha sido decretado em todo o estado medidas de isolamento social a fim de diminuir a propagação do vírus, o Hemopi reitera a importância de realizar a doação.

  • Foto: Lucas Dias/GP1HemopiHemopi

Em ação junto ao Hemopi, aplicativos de mobilidade urbana fazem viagens gratuitas de passageiros até o hemocentro a fim de facilitar a doação. O Hemopi disponibiliza ainda a possibilidade de realização de doação agendada e adotou medidas de segurança para garantir o bem estar de doadores e servidores.

Medidas de segurança

De acordo com diretor Jurandir Martins Filho, o Hemopi tem tomado as medidas adequadas para dar mais segurança aos doadores e profissionais. Os servidores que fazem parte do grupo de risco, foram afastados e só é permitido entrar no prédio com máscaras e após passar por desinfecção.

“Todas as medidas de segurança existentes o Hemopi está tomando. Estamos desde o começo orientando melhor os servidores como abordar as pessoas, evitando aglomerações. A sala de coleta, que tinha antes 15 cadeiras, agora tem apenas 8, para manter o distanciamento de 2, 3 metros. Colocamos tendas na área externa no sentido de fazer uma pré-triagem, fazemos a doação agendada, que a pessoa pode entrar em contato pelo telefone e marcar dia e horário de melhor conveniência, marcar dia e horário para só chegar e doar”, afirmou.

O Hemopi ainda colocou uma cabine de desinfecção na entrada do prédio e tem feito reiteradamente desinfecção do interior do prédio. “Estamos com adequado uso de EPIs para funcionários e até para os próprios doadores. Colocamos uma estação de desinfecção, uma cabine, na porta do Hemopi que as pessoas quando entrarem, tanto funcionários quanto doadores, passam por uma desinfecção com solução de clorexidina, que é uma solução atóxica que serve para desinfectar as roupas, bolsas, celulares. Ao sair também a pessoa se desinfecta”, concluiu.

Doação agendada

Para evitar aglomerações e disseminar o novo coronavírus, o Hemopi adotou o agendamento de doação. Por meio do telefone 98894 6614 a pessoa pode agendar o melhor horário para efetuar a doação.

Horário de atendimento

Em Teresina o hemocentro fica aberto de segunda a sábado das 7h15 às 18h. Os hemocentros de Parnaíba, Picos e Floriano funcionam de segunda a sexta.

Mais conteúdo sobre: