Joaquim Pires - PI

Homem é preso acusado de mandar matar amante em Joaquim Pires

O acusado está na Delegacia de Joaquim Pires e ficará à disposição da Justiça.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil de Joaquim Pires cumpriu, na tarde desta terça-feira (15), mandado de prisão contra Antônio da Costa e Sousa, acusado de ser o mandante da morte da jovem Roseli Sousa, de 23 anos, no mês de abril. Segundo as investigações ele e a vítima eram amantes.

  • Foto: Divulgação/PC-PIAntônio é acusado de mandar matar RoseliAntônio é acusado de mandar matar Roseli

De acordo com informações do agente da Polícia Civil, Hercílio, Antônio foi preso no momento em que chegava na fábrica de cerâmica onde trabalhava como gerente: "A gente já estava com o mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca, além de um mandado de busca e apreensão e no início da tarde demos cumprimento. Ele estava chegando na cerâmica onde trabalha, explicamos a situação, falamos também com o dono da cerâmica, pegamos ele lá de maneira bem simples, ele estava bastante calmo, levamos ele pra casa dele, onde cumprimos também o mandado de busca e apreensão, de lá viemos pra delegacia".

"O inquérito aponta para ele [como mandante do crime] inclusive com testemunhas e pessoas que confessaram que executaram a moça a mando dele", declarou o policial. Ele está na delegacia de Joaquim Pires e ficará à disposição da Justiça.

O crime

Na noite do dia 29 de abril deste ano, a jovem Roseli Sousa foi assassinada a tiros na porta de casa, situada na localidade Placa, zona rural da cidade de Joaquim Pires. Os tiros atingiram a cabeça da vítima que veio a óbito no local.

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilRoseli SousaRoseli Sousa

Um menor de 17 anos, identificado pelas iniciais M.H.M., foi apreendido no início do mês de maio acusado de ser o autor do assassinato. No entanto, a Polícia Militar de Joaquim Pires informou que o adolescente foi contratado pelo amante da vítima e recebeu R$ 4 mil pelo serviço.

“A Roseli tinha um caso com vizinho. Até que a esposa do homem descobriu. A vítima também era casada, e seu esposo estava em São Paulo. Ele largou ela, mas, em seguida, pediu para que Roseli fosse morar com ele. O amante não aceitava o fato dela ir morar em outro estado e, então, contratou um indivíduo para executá-la. Entretanto, quem praticou o crime foi o menor de idade, que recebeu R$ 4 mil”, explicou o capitão Veras.

Mais conteúdo sobre: