Parnaíba - PI

Juíza suspende decreto de Mão Santa e proíbe retorno do comércio em Parnaíba

A juíza Anna Victória Muylaert, titular da 4ª Vara Cível de Parnaíba, ainda estabeleceu multa diária de R$ 25 mil em caso de descumprimento.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

A juíza Anna Victória Muylaert, titular da 4ª Vara Cível de Parnaíba, determinou nesta quarta-feira (15) a suspensão imediata do Decreto Municipal Nº 471/2020 assinado pelo prefeito Mão Santa, que autorizava a manutenção das atividades econômicas na cidade durante a pandemia de coronavírus (covid-19). Assim, o funcionamento do comércio torna a ser proibido, após a prefeitura liberar a reabertura dos estabelecimentos nessa terça-feira (14).

A decisão se deu mediante uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Piauí com pedido de tutela de urgência, que solicitava à Justiça a anulação do decreto que permitia o funcionamento das atividades econômicas. Ao analisar a petição, o Tribunal de Justiça do Piauí concedeu a liminar determinando a suspensão do decreto por 15 dias, ficando de avaliar após esse prazo a necessidade ou não de manter o parecer.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Ex-governador Mão Santa também foi para a solenidadeMão Santa

Dessa forma, após encerrar o prazo da liminar, a juíza Anna Victória Muylaert reavaliou a ação movida pelo MP, e em sua análise entendeu que o retorno das atividades comerciais em Parnaíba “continua a contrariar as mais recentes regras da Organização Mundial de Saúde, no combate a disseminação comunitária da covid-19”.

A magistrada apresentou dados do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), que indicam a "permanência de apenas um caso [confirmado de covid-19] na cidade de Parnaíba, corroborando, assim, para o sucesso do isolamento face a não disseminação do vírus e surgimento de novos casos, se comparados com outros Municípios”.

Diante disso, a juíza decidiu acatar o pedido do Ministério Público e suspendeu os feitos do Decreto Municipal Nº 471/2020. Ela ainda estabeleceu multa diária de R$ 25 mil em caso de descumprimento.

Confira a decisão na íntegra:

Atividades já haviam retornado

Na terça-feira (14) o prefeito Mão Santa já havia determinado o retorno gradual das atividades econômicas na cidade. Em entrevista ao GP1 nesta quarta (15), o procurador-geral do município de Parnaíba, Ricardo Mazulo, explicou como estava se dando esse retorno.

“O prefeito chamou a equipe de comunicação para que intensificasse a divulgação dos cuidados necessários para a população e também para as pessoas que vão reabrir os seus negócios, como evitar aglomeração, manter distanciamento, manter higienização do local e usar máscaras. Ele também chamou a Vigilância Sanitária para que intensificasse a fiscalização a fim de verificar estabelecimentos que estivessem descumprindo essas normas”, afirmou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Juíza suspende decreto de Mão Santa e proíbe reabertura do comércio

Mão Santa suspende decreto que permitia abertura do comércio

Mão Santa pede ao Tribunal de Justiça reabertura do comércio

Prefeito Mão Santa autoriza retorno gradual do comércio em Parnaíba