Teresina - PI

Mãe é acusada de vender bebê por R$ 10 na zona norte de Teresina

A mulher foi denunciada pelos próprios filhos, que prestaram queixa no 22º Distrito Policial na última sexta-feira (17)

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil do Piauí está investigando um caso onde uma mãe, de nome não revelado, teria vendido seu bebê de apenas três meses de vida por R$ 10, na região da Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina. A mulher foi denunciada pelos próprios filhos na última sexta-feira (17).

De acordo com informações repassadas ao GP1 pelo delegado José Erisvaldo, titular do 22º Distrito Policial, os filhos da mulher acusada de vender a criança relataram que ela havia trocado o bebê por dinheiro para poder comprar entorpecentes. “Quando cheguei na delegacia estava o casal de irmãos, chorando bastante, dizendo que a mãe estava em uma bebedeira em uma casa, e lá comercializou a criança por R$ 10 para comprar duas pedras de crack”, declarou o delegado.

O delegado conta que encaminhou o caso para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). “No mesmo dia levei o casal de irmãos até a delegacia do menor e passei o caso, para que fosse investigado por lá. Já fui em várias diligências e amanhã cedo vou até a residência dos familiares dessa mãe para saber se a mulher que comprou a criança foi localizada”, explicou.

Ainda segundo o delegado Erisvaldo, a mulher acusada de vender o bebê já responde processos por ter abandonado outros filhos. “A mãe é dependente química. Ela tem 36 anos, tem oito filhos e já responde processo por abandono de incapaz. Os filhos dela que foram na delegacia são um rapaz de 22 anos e uma moça de 21. Eles estão querendo a criancinha para criar”, finalizou.

Mais conteúdo sobre: