Teresina - PI

Mariana Calderon toma posse como superintendente da Polícia Federal

A cerimônia aconteceu na sede do Tribunal Regional do Trabalho, na Avenida João XXIII, em Teresina.

Jonas Carvalho
Teresina
- atualizado

Mariana Paranhos toma posse como superintendente da PF

Na manhã desta quarta-feira (05), a delegada da Polícia Federal, Mariana Paranhos Calderón foi empossada no cargo de Superintendente Regional de Polícia Federal no Piauí. A cerimônia aconteceu na sede do Tribunal Regional do Trabalho, na Avenida João XXIII, em Teresina.

A nova superintendente da PF é especializada em Ciências Criminais e Inteligência Criminal, além da formação superior no curso de Direito pela Pontifícia Universidade Católica. Em discurso, Calderón destacou a integração com as demais forças de segurança atuantes no estado para o combate à corrupção e ao crime organizado, bandeiras defendidas pela superintendente.

“A superintendência deixa bons trabalhos que a gente pretende continuar, as sementes foram plantadas. Neste momento em que os discursos e as palavras de ordem são de integração, a gente também conta com as outras forças de segurança para conseguir enfrentar de maneira eficiente, responsável e de sucesso a criminalidade organizada e a corrupção”, declarou a delegada.

Atuante no Piauí desde o último 26 de março, Calderónchega para ocupar a vaga da ex-superintendente Fabiana de Araújo Macedo, exonerada do cargo em fevereiro.

Parceria com a Secretaria de Segurança

Também presente na cerimônia de posse, o secretário de segurança do estado do Piauí, Fábio Abreu (PR), elogiou a chegada da nova superintendente e revelou que a Polícia Federal estará atuando com um novo sistema de identificação e armazenamento de digitais que será disponibilizado às demais forças de segurança do estado no combate ao crime organizado.

“A nossa superintendente já chegou mostrando essa possibilidade do que a gente sempre defende, que é a parceira, a integração. Nós tivemos uma reunião prévia, estaremos utilizando aqui o sistema da Polícia Federal na parte de comparação de digitais em que nós vamos compartilhar através do sistema próprio da PF essas informações", explicou Abreu.