Teresina - PI

Pane elétrica em avião da FAB atrasa transferência da ursa Marsha

Os ativistas desembarcam por volta das 10h30 em Teresina e por volta das 14h devem levar a ursa Marsha para um santuário em São Paulo.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que chegaria na noite de quinta-feira (20) em Teresina para resgatar a ursa Marhsa sofreu uma pane elétrica e passou por reparos durante a noite em Natal, no Rio Grande do Norte. A equipe de biólogos, veterinários e ativistas desembarca em Teresina por volta das 10h30 desta sexta-feira (21).

Em entrevista ao GP1, a presidente da Confederação Brasileira de Proteção Animal (CBPA), Caroline Mourão, confirmou a pane. “Teve uma pane elétrica em algum equipamento e eles preferiram garantir a segurança e a gente pernoitou em Natal e a gente está embarcando”, disse.

A ativista Luisa Mel, que faz parte da equipe que irá fazer o translado da ursa, registrou tudo no Stories do Instagram. Antes de descobrir o problema na aeronave, Luisa já havia estranhado o barulho feito pelo avião da FAB.

“Esse avião faz um barulho que não sei explicar o que é”, afirmou. “A gente estava quase decolando e teve uma pane na bateria”, continuou Luisa Mel, que junto com a equipe pernoitou em Natal.

Ursa Marsha

A ursa “mais triste do mundo”, como ficou conhecida na internet, deixará o Parque Zoobotânico de Teresina nesta sexta-feira (21) para o Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos, em São Paulo. Marsha possui pelagem longa e é de uma espécie típica da América do Norte, mas sobrevive em altas temperaturas no Piauí desde 2011 após ser resgatada de um circo.

Mais conteúdo sobre: