Geminiano - PI

PF prende candidata a vereadora de Geminiano acusada de compra de votos

Com a candidata foram encontrados a quantia de R$ 4.300,00 (quatro mil e trezentos reais), lista e anotações de eleitores, além de material de campanha.

Wanessa Gommes
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
- atualizado

A Polícia Federal no Piauí prendeu, na madrugada deste sábado (14), a candidata a vereadora de Geminiano, identificada como Mariana Cipriano, filha do atual secretário de Saúde do Município, José Genival, e seu assessor, que não teve o nome revelado, acusados de compra de votos.

De acordo com informações da PF, o carro onde estavam a candidata e seu assessor foi abordado por policiais militares, em Geminiano.

  • Foto: Reprodução/FacebookMariana CiprianoMariana Cipriano

Com Mariana, foram encontrados a quantia de R$ 4.300,00 (quatro mil e trezentos reais), lista e anotações de eleitores, além de material de campanha o que, segundo a Polícia Federal, evidencia a prática do crime de corrupção eleitoral previsto no artigo 299 do Código Eleitoral.

  • Foto: Divulgação/PF-PIDinheiro e lista apreendidosDinheiro e lista apreendidos

Os policiais militares então conduziram os dois até uma equipe da Polícia Federal, que foi designada para atuar na 62ª Zona Eleitoral em Picos, que lavrou o auto de prisão em flagrante da candidata e assessor.

Após a lavratura do procedimento, foi arbitrado pagamento de fiança no valor de R$ 10.450,00 (10 salários mínimos) para Mariana e de R$ 1.045,00 (1 salário mínimo) para o assessor. Após o pagamento, os dois foram liberados.

Outro lado

A candidata Mariana Cipriano não atendeu as ligações.

Mais conteúdo sobre: