Coronavírus no Piauí

Piauí chega a 2.574 óbitos e 122.518 casos confirmados de covid-19

Segundo o boletim, das 122.518 pessoas que contraíram o vírus no Piauí desde o início da pandemia, 119.519 já estão curadas.

Thais Guimarães
Teresina

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) divulgou boletim epidemiológico divulgado na noite desta sexta-feira (20), informando que o número de óbitos por covid-19 (coronavírus) no Piauí subiu de 2.568 para 2.574 e a quantidade de casos confirmados passou de 122.007 para 122.518. Foram 6 mortes nas últimas 24 horas e 511 novos casos, sendo que grande parte destes é de dias anteriores, de acordo com a Sesapi.

Segundo o boletim, das 122.518 pessoas que contraíram o vírus no Piauí desde o início da pandemia, 119.519 já estão curadas e 272.036 casos foram descartados, após a realização de testes rápidos e exames no Laboratório Central do Piauí (Lacen).

Cinco homens e uma mulher não resistiram às complicações da covid-19. Ela era de Monte Alegre do Piauí (69 anos) . Já os homens eram das cidades de Campo Maior (99 anos), Marcos Parente (43 anos), Monsenhor Gil (81 anos), Redenção do Gurguéia (54 anos) e Teresina (77 anos). A vítima de 43 anos não possuía doenças relacionadas.

Dos 511 novos casos confirmados da doença, 288 são mulheres e 223 homens, com idades que variam de quatro a 97 anos.

O boletim de hoje corrige um óbito divulgado ontem como sendo de Flores, mas que é na verdade de Floresta do Piauí. A vítima é um homem de 84 anos. A correção já foi feita no painel epidemiológico.

Os óbitos pelo novo coronavírus no estado foram registrados em 195 municípios. Até agora, morreram 1.493 homens e 1.081 mulheres.

Situação diária de internações

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à covid-19, há 425 ocupados, sendo 264 leitos clínicos, 159 UTIs e dois leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 6.298 até o dia 20 de novembro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ministério da Saúde vai fazer campanha de conscientização sobre a covid-19

Antiviral remdesivir não deve ser usado no tratamento da covid-19, diz OMS

Mais conteúdo sobre: