Teresina - PI

Piauí possui presos integrantes da terceira maior facção do país

Sinpoljuspi confirma a presença de dois presos integrantes da facção FDN, mas não revela as identidades deles e nem onde eles estão cumprindo a pena.

Thais Souza
Teresina
- atualizado

O diretor presidente do Sindicato dos Agente Penitenciários do Estado do Piauí (Sinpoljuspi), José Roberto, informou durante entrevista aoGP1, nessa sexta-feira (27), sobre a existência de presos no Sistema Penitenciário Piauiense integrantes da facção Família do Norte (FDN). As identidades dos presos não foram reveladas.

“São dois presos, mas não posso identificá-los e nem dizer onde eles estão, mas eles são da facção FDN. Esses dois que estão do Piauí, eles são do Amazonas e cometeram delitos aqui, no Piauí, e aqui foram presos. Não houve nenhuma transferência de presos que participaram em rebeliões fora do Estado. Não procede a história que houve presos de outros estados, que participaram das rebeliões e foram transferidos para cá”, informou José Roberto.

Os membros da facção FDN que estão no Piauí, são do mesmo grupo criminoso que participaram de um “massacre” durante uma rebelião no Complexo Penitenciária Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, que resultou na morte de 56 detentos. A rebelião no Complexo Penitenciário em Manaus foi o resultado de uma disputa de poder entre as maiores facções criminosas do país. Responsável pelas mortes, a Família do Norte (FDN) é um dos grupos que surgiram nos Estados para conter o PCC – a FDN é apontada pela Polícia Federal como a terceira maior facção do país.