Picos - PI

Picos bate o Oeirense e está de volta à elite do Piauiense

A equipe precisava vencer pelo placar mínimo de 1 a 0 para garantir o acesso. O Oeirense dá adeus à competição.

Jonas Carvalho
Teresina
- atualizado

O torcedor da Sociedade Esportiva de Picos pode soltar o grito porque o Zangão está de volta à elite do futebol piauiense. Em jogo que teve de tudo – gol relâmpago, pênalti anulado e cartão vermelho, os donos da casa despacharam o Oeirense de volta à Capital da Fé e, com isso, carimbaram o passaporte para a série A do regional.

Na noite dessa sexta-feira (18), as duas equipes subiram aos gramados do Estádio Municipal Helvídio Nunes, em Picos, com a promessa de jogo pegado durante os 90 minutos do jogo de volta das semifinais. Logo no primeiro minuto, o meia Hugo Freitas alçou bola certeira na cabeça do camisa 9 Raphael Freitas, que teve o trabalho de testar firme para o fundo da meta adversária.

  • Foto: José Maria BarrosTorcida lota a geral do Estádio Helvídio NunesA torcida compareceu em peso no Helvídio Nunes

O resultado já encaminhava a classificação da equipe de Adelmo Soares à final da disputa em virtude da campanha apresentada ainda na fase de classificação. No entanto, a equipe buscou garantir o resultado. Aos 23 minutos, Hugo Freitas novamente aparece dentro da área e é derrubado por Kaio, do Oeirense. O árbitro Antônio Dib até marcou pênalti na jogada, mas voltou atrás após intensa conversa com o assistente sob forte reclamação dos donos da casa. Na volta do jogo, Kaio é expulso pela arbitragem.

A partida seguiu quente até o fim da etapa inicial. Na volta aos gramados, aos 10 minutos, brilhou a estrela do lateral André Victor, que mandou uma bomba para a meta do goleiro Mondragon. O Oeirense até descontou com um pênalti convertido pelo atacante Paulinho Mossoró, após o goleiro Camilo derrubar Rhuann dentro da área. Mas o resultado não foi suficiente.

Raphael Freitas, o camisa 9, apareceu novamente e fez a festa do torcedor picoense. No contrapé do arqueiro adversário, o atacante bateu colocado e garantiu o retorno à série A após dois anos longe da elite. Após o apito final, festejou a torcida no Helvídio Nunes e os jogadores dentro de campo.

Adeus a um sonho

O recém-criado Oeirense, nascido em 2018, agora retorna à Capital da Fé com o amargo resultado na casa adversária. No jogo de ida, a equipe de Cícero Monteiro até venceu pelo placar mínimo de 1 a 0, no Gerson Campos, mas não foi capaz de segurar o Picos em seus domínios. O trabalho agora é de retomar às atividades para a Segundona do próximo ano.

De volta à elite

A Sociedade Esportiva de Picos, fez campanha invejável na competição estadual. Vencendo o Timon logo na estreia por 3 a 0, em casa, a equipe seguiu invencível empatando com Corisabbá, Comercial e Oeirense. O único revés foi diante do próprio Cachorro Louco, na cidade de Oeiras.

Assim, a equipe de Adelmo Soares retorna à elite do regional após o rebaixamento em 2017. O clube é o primeiro a garantir o acesso e agora espera o próximo adversário que será conhecido na segunda-feira (21), com o apito final do confronto entre Timon e Corisabbá. O jogo acontece em Teresina, no Lindolfo Monteiro.