Teresina - PI

Piso de casa cede e família cai em cratera no bairro Água Mineral

A família, composta por cinco pessoas, foram encaminhadas para o Hospital de Urgência de Teresina.

Brunno Suênio
Teresina
Laura Moura
Teresina
- atualizado

Piso de casa cede e família cai em cratera em Teresina

Uma cratera se abriu em um quarto de uma casa localizada no bairro Água Mineral, zona norte de Teresina, na noite desta quinta-feira (06). No cômodo, havia Fernanda do Nascimento Lima, o esposo Raimundo Nonato e os três filhos: Gabriel, de 7 anos; Fernando, de 6 anos e Matheus de 4 anos de idade.

O GP1 conversou com Marli Mendes, mãe da proprietária da casa. A aposentada relatou que com o desabamento, a família perdeu todos os móveis do quarto. “A cerâmica começou a estralar. Quando ela se deu conta, a cama virou. Aí o buraco abriu, dois meninos caíram de um lado, o outro do lado do marido e ela caiu também. Entrou guarda-roupa, cômoda, cama, entrou tudo. Eles perderam tudo, só estão com a roupa do corpo”, destacou.

Anteriormente, onde hoje está a casa, existia um bueiro, mas Marli, que comprou a casa para a filha, não foi avisada pelo dono do terreno. “Quando eu comprei a casa, não vi isso. Eu vim saber agora. A Fernanda disse que tinha duas manilhas no fundo, onde o piso se abriu. Essas manilhas não estavam no preparo de fossa, mas sim deitadas, eram de bueiros”, completou Marli Mendes.

Joseleide Alves, vizinha de Fernanda, foi a primeira a socorrê-la. Ela contou que a amiga ligou chorando, pedindo ajuda. “Ela ligou para mim via Whatsapp. Ela já tinha tentado falar com outras pessoas, mas não deu certo. Aí, quando ela me ligou, estava pedindo socorro e disse que tinha caído em um buraco. Eu pensei até que era brincadeira. Quando eu cheguei aqui foi desespero. Tanto meu quanto dela”, lembrou.

Tanto Fernanda quanto Raimundo estavam desempregados. A casa foi construída com a ajuda de Marli. Agora, a família precisa de ajuda pela perda de grande parte dos móveis, roupas e outros pertences. O casal e o filhos estão internados no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). O estado mais grave é o de Raimundo, que fraturou o osso da perna.

Mais conteúdo sobre: