Teresina - PI

PM se recusa a pagar conta no 309 Bar e acaba preso em Teresina

Ao chegar na Central de Flagrantes foi constatado que a pistola que o policial portava não possuía registro legal e, em função disso, a arma e as munições foram apreendidas.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Um policial militar lotado no 7º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão foi preso na madrugada desta quinta-feira (15), depois que se recusou a pagar a conta no 309 Bar, localizado na zona leste de Teresina e acabou sendo flagrado com uma arma de fogo sem registro legal para o porte da pistola, modelo PT 640 PRO, com 9 munições intactas.

De acordo com os policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar, a guarnição foi acionada pelo proprietário do estabelecimento por conta de um desentendimento quanto ao pagamento dos produtos consumidos pelo cliente na casa de show localizada na Avenida Homero Castelo Branco, zona leste da Capital.

  • Foto: Divulgação/PM-PIArma e munições apreendidasArma e munições apreendidas

A guarnição tentou fazer com que tanto o policial quanto o proprietário do local chegassem a um acordo, mas terminou conduzindo o militar para a Central de Flagrantes de Teresina. Ao chegar ao local, foi constatado que a pistola que o policial portava não possuía registro legal e, em função disso, a arma e as munições foram apreendidas.

O policial militar foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e ameaça e posteriormente foi liberado.

Mais conteúdo sobre: