Teresina - PI

Procon fiscaliza alta no preço do arroz nos supermercados de Teresina

Nas últimas semanas, vários consumidores passaram a sentir no bolso a variação de preço do produto, que custava em média R$ 15,00 e agora pode ser encontrado entre R$ 23,90 até 34,90.

Brunno Suênio
Teresina
Nathalia Carvalho
Teresina
- atualizado

Consumidores reclamam de alta do preço do arroz

O Procon iniciou nesta segunda-feira (14) fiscalização nos supermercados de Teresina para verificar denúncias de aumento no preço do arroz, um dos itens importantes da cesta básica do consumidor brasileiro.

Nas últimas semanas, vários consumidores passaram a sentir no bolso a variação de preço do produto, que custava em média R$ 15,00 e agora pode ser encontrado entre R$ 23,90 até 34,90 em algumas redes de supermercados da Capital, o que fez com que o Ministério Público do Piauí entrasse em ação.

De acordo com o chefe de fizcalização do Procon no Piauí, Arimatea Area Leão, inicialmente, os fiscais vão visitar 8 supermercados, além dos distribuidores para atestar o aumento e fazer uma comparação com a planilha dos meses anteriores. “Há um grande número de reclamações no Procon relacionadas a esse aumento, hoje o grande vilão é o arroz. Temos reclamações de que o arroz de 5kg está chegando a 40 reais, então isso já ultrapassa visivelmente uma prática abusiva. Nós vamos estar fiscalizando os principais estabelecimentos comerciais relacionados a supermercados e também às beneficiadoras, vamos verificar uma justificativa para essa elevação do preço”, disse Arimatea Leão.

Uma planilha com os preços de junho e julho será levada em consideração na análise com o valor atual. Segundo o Procon, os estabelecimentos que não tiverem justificativas para os preços abusivos poderão ser autuados em até R$ 10 milhões, dependendo do porte da empresa.

“Temos uma planilha de junho e julho que vamos comparar com o valor atual. Constatando esse preço acima de 20% estaremos autuando esse estabelecimento. No entanto, precisamos colher uma justificativa, não vamos aplicar multa de imediato, as empresas terão até quinze dias para se justificar ao Procon. A assessoria jurídica vai analisar essa justificativa e caso seja cabível o auto será arquivado, em situação contrária, estão passíveis a multa que pode chegar até R$ 10 milhões, mas a multa é aplicada de acordo com o poder aquisitivo daquele estabelecimento”, informou o chefe de fiscalização.

Preço do arroz nos supermercados

O GP1 realizou um levantamento acerca do preço do arroz em algumas redes de supermercado de Teresina também nesta segunda-feira (14). Em um dos supermercados que fica na Avenida Homero Castelo Branco, foi detectado apenas um tipo de arroz sendo comercializado, o pacote com 5kg está custando R$ 24,90 enquanto o pacote de 1kg sai por R$ 5.

Ainda na Homero, três tipos de arroz estão postos à venda em outro estabelecimento com uma média que varia de R$ 23,90 a R$ 34,90. O pacote de 1 kg varia de R$ 4,58 a R$ 4,78.

Em um outro supermercado da Avenida Presidente Kennedy, foram detectados quatro tipos de arroz de 5 kg com uma média que varia de R$ 23,90 a R$ 27,90. Já os pacotes de 1kg estão na faixa de R$ 5, apresentando apenas um tipo de marca.

Mais conteúdo sobre: