Pavussu - PI

Vereador mantém versão sobre agressão do prefeito Julimar Barbosa

O prefeito Julimar Barbosa é acusado de agredir fisicamente o motorista do vereador Vinicius Valério, Arnoldo Pereira de Miranda.

BÁRBARA RODRIGUES
DE TERESINA

- atualizado

O vereador de Pavussu, Vinicius Valério, encaminhou ao GP1 um direito de resposta referente à matéria “Prefeito Julimar Barbosa nega agressão contra motorista de vereador”, que foi publicada no dia 10 de fevereiro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Julimar Barbosa, Prefeito de PavussuJulimar Barbosa, Prefeito de Pavussu

O prefeito Julimar havia encaminhado ao GP1 um direito de resposta referente à matéria publicada em 16 de dezembro de 2017, que trata sobre um Boletim de Ocorrência que foi registrado na delegacia de Itaueira, onde o prefeito é acusado de agredir fisicamente o motorista do vereador Vinícius, Arnoldo Pereira de Miranda. Na ocasião, o prefeito afirmou que houve apenas uma agressão verbal.

  • Foto: GP1Motorista Arnoldo Pereira e o exame de corpo de delitoMotorista Arnoldo Pereira e o exame de corpo de delito

Em direito de resposta, o prefeito questionou o fato do documento da requisição de corpo e delito estar na data do dia 31 de julho de 2017, quando o caso aconteceu em dezembro, e negou que tenha ocorrido a agressão. Após o posicionamento do prefeito, o vereador encaminhou um direito de resposta.

O vereador Vinícius Valério informou que a data do documento se trata de um erro material e que tudo foi devidamente registrado na delegacia de Itaueira, com depoimentos da vítima e das testemunhas. Destacou ainda que “tudo está documentado no TCO no qual está sendo apurada essa conduta deplorável do atual gestor do município de Pavussu. Tão logo o TCO chegue ao Fórum, o Representante do Ministério Público tomará ciência de tal erro e remeterá os autos à DP para que todos os vícios sejam sanados”.

Confira a nota na íntegra:

O questionamento feito pelo Prefeito não tem qualquer embasamento fático pois o fato de constar no Exame de corpo de delito data diversa da que realmente aconteceu o fato é tão somente um erro material plenamente sanável tendo em vista a data de registro da ocorrência bem como o depoimento da vítima e das testemunhas que presenciaram a agressão.

O gestor tenta, inutilmente, tirar o foco da sua conduta lamentável e que já se torna costumeira haja vista outros relatos de agressões, sobretudo verbais, sofridas por algumas pessoas de reputação ilibada.

Tudo está documentado no TCO no qual está sendo apurada essa conduta deplorável do atual gestor do município de Pavussu.

Tão logo o TCO chegue ao Fórum, o Representante do Ministério Público tomará ciência de tal erro e decerto remeterá os autos à DP para que todos os vícios sejam sanados. A Justiça é para TODOS. INDISTINTAMENTE!

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB