Piauí

Wellington Dias afirma que débito com a empresa Servi-San é da gestão passada

"Meu Governo está em dia desde janeiro. O atraso que existe é da gestão passada. Tentamos fazer uma negociação, mas a Justiça mandou bloquear uma parte", disse ao GP1.

Germana Chaves
Teresina

O governador Wellington Dias assegurou que o Governo está em dia com os pagamentos dos salários dos servidores da empresa Servi-San. Ele explicou, ao GP1, nesta terça-feira (18), que o déficit que existe entre o Estado e a empresa, foi deixado pela gestão anterior. Wellington informou que o secretário de Administração, Franzé Silva, sinalizou para a liberação de R$ 2 milhões de reais que foram bloqueados pela Justiça

Imagem: Lucas Dias/GP1Wellington Dias(Imagem:Lucas Dias/GP1)Wellington Dias
“Meu Governo está em dia desde janeiro. O atraso que existe é da gestão passada. Tentamos fazer uma negociação, mas a Justiça mandou bloquear uma parte, parece que para pagamento trabalhista. Mas, estamos pedindo que esses R$ 2 milhões sejam liberados para fazer esse pagamento. É preciso também que a empresa pague os servidores. O secretário Franzé me disse que tem condições de entendimento para liberar o valor bloqueado”, esclareceu.

O governador ainda demonstrou preocupação com o caso e disse dará uma atenção especial para evitar que cerca de mil servidores sejam demitidos, como anunciou a Servi-San, em nota emitida à imprensa, no último domingo (16).

Ainda em nota a empresa garantiu que iria rescindir contratos com os órgãos estaduais e municipais de Teresina em virtude da falta de pagamento do Governo do Estado e da Prefeitura de Teresina e que pelo menos mil funcionários seriam demitidos.

Mais conteúdo sobre: