Teresina - PI

Wellington Dias destaca pontos da reforma administrativa

“Um dos nossos focos [com a reforma] é adequar as despesas com um corte que vai alcançar no ano de 19, cerca de R$ 300 milhões para que a gente não perca a capacidade de investimento", disse ele.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Durante entrevista ao GP1 na manhã desta sexta-feira (08), o governador Wellington Dias (PT-PI) reafirmou que já na próxima semana vai encaminhar a proposta de reforma administrativa para a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Ele destacou alguns pontos da reforma e antecipou que com os ajustes que serão feitos a perspectiva é que haja uma economia de aproximadamente R$ 300 milhões somente em 2019.

“Um dos nossos focos [com a reforma] é adequar as despesas com um corte que vai alcançar no ano de 2019, cerca de R$ 300 milhões para que a gente não perca a capacidade de investimento. Essa seria a economia”, explicou o governador à nossa reportagem.

Wellington Dias voltou a dizer que na próxima terça-feira (12) ou quinta-feira (14), vai levar o organograma com o teor da reforma para a Assembleia Legislativa do Piauí.

  • Foto: Hélio Alef/GP1Governador Wellington DiasGovernador Wellington Dias

“Devo na segunda já fazer um último diálogo com algumas áreas com as quais estamos trocando ideias. Com a própria Assembleia, com pessoas da área dos empreendedores, da área ligada aos técnicos da administração. Mas, farei isso na segunda já que na quarta vou a São Paulo e talvez terça ou quinta eu faça a entrega na Assembleia”, esclareceu o governador.

O chefe do Palácio de Karnak apontou duas áreas que serão alcançadas com as mudanças administrativas a serem implementadas no Estado.

“A reforma tem dois objetivos. O primeiro é adequar a nossa organização administrativa ao programa de governo que traz novidades em relação aos outros mandatos. Na área da segurança, baseada na classificação do risco do crime, alto, médio ou baixo riscos. Temos um foco na saúde, voltado para pareceria dos municípios e também com o cuidado com a criança e a gestante. Temos tido muita mortalidade nessa área”, relatou Wellington.

“Temos ainda na educação um foco, por exemplo, nos jovens e adultos. Então, preciso adequar o nosso cronograma a isso. O Programa Certifique é uma melhor estrutura com uma rede própria do EJA, que é uma novidade para a educação. E por segundo, o outro foco é adequar as despesas”, concluiu o governador.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington aponta mudanças na Segurança após reforma administrativa

Merlong Solano diz que reforma será entregue em até 10 dias

Mais conteúdo sobre: