Coronavírus no Piauí

Wellington Dias vai reabrir três setores econômicos na próxima semana

O governador decidiu que o decreto de isolamento social será prorrogado até o dia 22 de junho, mas autorizou a reabertura de alguns setores da economia.

Germana Chaves
Teresina
Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

Após reunião com o Comitê de Operações Emergenciais de Combate a Covid-19 (COE), o governador Wellington Dias (PT) decidiu prorrogar o decreto de isolamento social até o dia 22 de junho, mas vai determinar na próxima semana a reabertura de três setores econômicos: construção civil, serviços de saúde e concessionárias de veículos automotores. O novo decreto autorizando a retomada desses serviços será assinado na segunda-feira (08).

"Seguindo a orientação dos especialistas do nosso Comitê, autorizamos a flexibilização do isolamento social para os setores de serviços médicos, psicológicos, fisioterapia, terapia ocupacional e atividades econômicas de baixo impacto epidemiológico (Construção civil, automotivo)", declarou o chefe do executivo em seu perfil no Twitter, após sair da reuião virtual.

A decisão de flexibilização levou em consideração os dados epidemiológicos da doença, queda no índice de transmissibilidade, número de leitos ocupados e a abertura de novas vagas na rede hospitalar para tratamento da covid-19. Com base nisso, Wellington Dias vai editar novos decretos na segunda (8), estabelecendo outros parâmetros para os primeiros setores que vão reabrir.

"Isto só é possível graças a uma tendência de redução da proporção do número de infectados e a um aumento do número de leitos de UTI, a partir da chegada de mais respiradores para o Piauí. Mas toda a retomada, quando autorizada, deve ser gradual e segmentada", enfatizou Wellington.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias Governador Wellington Dias

Protocolos

Na reunião do COE foi aprovado o Pro Piauí - Pacto de Retomada Organizada, que também será regulamentado por meio de decreto estadual na próxima segunda-feira. "É possível dar início à retomada com toda a cautela possível, ouvindo os especialistas. A cada segunda-feira teremos uma série de informações sobre a taxa de transmissibilidade, leitos disponíveis e ocupados, recursos humanos, equipamentos e se cumprimos as metas. Com base nisso, tomaremos decisões para novos passos" afirmou o governador.

Também foi aprovado o protocolo geral sanitário que empresas, órgãos e trabalhadores terão de seguir após a reabertura gradual. "Iniciaremos o processo para firmar protocolos. Cada empresa terá seu próprio específico dizendo como vai funcionar. Vai demorar alguns dias para todos se adequarem e cumprirem as regras. A retomada é organizada e somente poderão retomar após assinar um pacto de compromisso com os protocolos sanitários", colocou o secretário de Governo, Osmar Júnior.

Wellington Dias recomendou a participação do comitê de especialistas na definição dos protocolos dos setores da construção civil, automotivo e saúde, visando a prevenção, diagnóstico e tratamento precoce da covid-19, com ações padronizadas para os 224 municípios do Piauí.

Dados epidemiológicos

De acordo com o Palácio de Karnak, os dados epidemiológicos do coronavírus no Piauí revelam tendência de redução proporcional no número de infectados, que está em ritmo mais lento. A última pesquisa feita em parceria com o Instituto Amostragem estabelece o índice de transmissão da Covid-19 em 0,9.

Em relação aos leitos hospitalares para casos graves (com respiradores), a taxa de ocupação está próxima de 53%. Conforme o Governo, a meta da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) é chegar a 500 leitos até 30 de junho, com perspectiva de reduzir a ocupação para menos de 50%.

Parcerias com municípios

O governo ressaltou que vai permanecer com fiscalização criteriosa, buscando parcerias com as prefeituras, para intensificar as barreiras sanitárias, especialmente nas áreas de divisa com outros estados, para garantir adesão ao programa Busca Ativa, desafiando municípios com baixo índice de testagem a promover mais exames, e para promover a integração de dados e padronização de procedimentos, estabelecendo regras a serem seguidas por todos os municípios.

"Há necessidade de cumprimento de regras de barreiras, quarentena, isolamento social. Estabelecer um regramento e ter uma estrutura organizada para executar" destacou Dias.

Participaram da reunião virtual representantes do Tribunal de Justiça do Piauí; Ministério Público do Estado do Piauí; Tribunal de Contas do Estado; OAB; Assembleia Legislativa, APPM, Prefeitura de Teresina; Corpo de Bombeiros; Polícia Militar; Federação da Câmara dos Dirigentes Lojistas; os secretários de Saúde, Florentino Neto; Administração e Previdência, Merlong Solano; do Planejamento, Antônio Neto; e do Governo, Osmar Júnior.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington vai debater abertura do comércio com deputados, diz Mádison

Piauí ultrapassa 7 mil casos confirmados de covid-19 e chega a 224 mortes