Piauí

Wellington e presidente da ANP discutem extração de gás e petróleo no Piauí

Encontro discutiu viabilidade de inclusão dos blocos de extração de gás e petróleo no Piauí na Regra de Lei Permanente.

- atualizado

O governador Wellington Dias se reuniu, nesta quarta-feira (18), no Rio de Janeiro, com o diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Décio Oddone, para discutir a viabilidade de inclusão dos blocos de extração de gás e petróleo no Piauí na Regra de Lei Permanente. Por essa norma, investidores que tenham interesse investir no estado deverão passar por análise de Comitê Técnico.

“Todos os blocos do Piauí, em terra, serão considerados na regra do Edital de Leilão Permanente. Assim, o investidor que queira empreender no Piauí terá que requerer o bloco e apresentar a documentação, que será analisada por um comitê técnico", revelou o presidente da ANP.

  • Foto: Divulgação/AscomWellington Dias se reúne com Décio OddoneWellington Dias se reúne com Décio Oddone

O modelo se caracteriza pelo baixo custo, cerca de R$ 50 mil por bloco e R$ 3 mil para acesso aos dados. O objetivo é estimular investimentos em regiões com bacias para gás e petróleo como a Bacia do Parnaíba, que beneficiará o Piauí e Maranhão.

"Protocolei proposta para trabalhar em conjunto nesta nova modelagem, uma vez que temos investidores interessados. São empresas do Brasil, China e outros países que nos procuram e vamos nesta parceria atuar com mais segurança", ressaltou o governador Wellington Dias.

Mais conteúdo sobre: