Teresina - PI

Wilson Martins não descarta aliança com PP e PT: "não temos inimigos"

Martins esclareceu que esse é momento de ouvir, dialogar com todas as forças políticas já que, de acordo com ele, o PSB possui adversários e não inimigos.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O ex-governador e presidente do PSB no Piauí, Wilson Martins afirmou, durante entrevista ao GP1 nesta sexta-feira (18), que não descarta aliança com nenhuma forma política do Estado. Ele, que já dialogou com o senador Ciro Nogueira (Progresssitas), também não descartou uma reaproximação de sua sigla com o PT do atual governador do Estado, Wellington Dias.

Martins esclareceu que esse é momento de ouvir, dialogar com todas as forças políticas já que, de acordo com ele, o PSB possui adversários e não inimigos.

“Estamos construindo a travessia, perdemos as últimas duas eleições majoritárias. Somos oposição a nível de governo estadual e federal, além da Prefeitura de Teresina. Não temos inimigos e sim eventuais adversários. Já fomos aliados de quase todos os partidos, e temos amizades em quase todos eles”, afirmou ele.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Wilson MartinsWilson Martins

“Você não pode construir uma história na política olhando para o retrovisor, com mágoa. Isso não faz parte de quem quer fazer política. Não disse não a ninguém, ainda nem conversamos [com Wellington Dias]. Estamos observando o andamento. Acho que melhor momento de conversar é depois das eleições”, afirmou o ex-governador.

Ele disse ainda que o PSB tem passado por momento difíceis, mas que hoje o partido conta com correligionários realmente comprometidos com as ideologias.

“Estamos trabalhando com ideologia, com as pessoas que fazem parte do partido que permaneceram conosco. Estamos sobrevivendo com dificuldade. Não temos estrutura, diferente dos demais. Mas estamos organizados em quase todo Estado. Temos em torno de 50 candidatos majoritários, prefeitos e vices. Além, de 200 candidatos a vereadores em todo Piauí”, finalizou Wilson.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wilson Martins acredita que Dr. Pessoa vence eleição no 1° turno

Wilson Martins rebate Robert e afirma que na política diálogo é fundamental

Mais conteúdo sobre: