GP1

Inhuma - Piauí

HEDA nega que paciente tenha morrido de dengue hemorrágica

Em nota, a instituição informou que, ao dar entrada na madrugada desta segunda-feira, os sintomas iniciais eram de “dengue hemorrágica”.

Um homem identificado somente pelas iniciais G.A.S., de 31 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (6), no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), localizado na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí.

Em nota, a instituição informou que, ao dar entrada na madrugada desta segunda-feira, os sintomas iniciais eram de “dengue hemorrágica”. Porém, ainda em nota, a direção do hospital esclareceu que “os resultados dos exames feitos durante a internação e liberação, deram negativos para a patologia”.

Ainda de acordo com a nota, o hospital informou que o atestado de óbito do paciente, liberado para os parentes da vítima, foi corrigido. A equipe médica responsável pelo caso está investigando as verdadeiras causas da morte do paciente.

Confira a nota na íntegra

A direção do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde - HEDA, informa que o paciente de iniciais G. A. S, de 31 anos, deu entrada na madrugada desta segunda-feira (06) no Hospital, em Parnaíba, e veio a óbito durante a manhã deste mesmo dia, com sintomas iniciais de dengue hemorrágica. A direção do HEDA esclarece que os resultados dos exames, feitos durante a internação e liberados agora no início da noite, deram negativos para a patologia. Com isso, o atestado de óbito liberado para a família providenciar o sepultamento, está sendo retificado pela equipe médica. A causa da morte do paciente continua sendo investigada.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.