GP1

Teresina - Piauí

Ronney Lustosa nega disputa pelo comando do partido União Brasil

"Eu sou presidente do Democratas e consequentemente, estou no processo", disse Lustosa ao GP1.

Após a aprovação da fusão entre o PSL e o DEM, os desdobramentos desse entendimento estão sendo discutidos em todos os estados e no Piauí, não é diferente. Nesta sexta-feira (08), o GP1 conversou com o presidente do Democratas no Estado, Ronney Lustosa e ele explicou que foi criada uma comissão que analisará cada caso.

Lustosa adiantou que por ser dirigente do DEM seu nome figura, automaticamente, como alternativa para vir a assumir a direção da União Brasil, sigla surgida da união das duas legendas. Para Ronney o mais importante neste momento é focar na construção da nova sigla e deixar de lado questões de interesse pessoal.

Foto: Lucas Dias/GP1Ronney Lustosa
Ronney Lustosa

“Foi criada uma comissão instituidora que avaliará cada situação. Heráclito Fortes está na comissão. Não se trata disso [de se colocar à disposição para comandar o novo partido]. Eu sou presidente do Democratas e consequentemente, estou no processo, não existe disputa”, afirmou o democrata.

“Todos precisamos nos despojar de questões pessoais e personificações. O objetivo é a construção da nova legenda. Nomes são menores agora, não entraremos nessa discussão, pois tira o foco do que verdadeiramente importa, a consolidação do UB-44”, finalizou Lustosa.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.