GP1

Santo Inácio do Piauí - Piauí

Polícia Civil de Simplício Mendes investiga morte de adolescente

Segundo a delegada Francineide, a adolescente estava em um quarto com um colega e ex-namorado.

A Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia de Simplício Mendes, está investigando a morte de uma adolescente de 15 anos, identificada como Amanda Tamyres Soares da Silva, que foi encontrada morta em um colchão, dentro de uma residência, na última segunda-feira (22), em Santo Inácio do Piauí, cidade distante 344 km de Teresina.

Em entrevista ao GP1, a delegada Francineide Fontes relatou que está aguardando o resultado do laudo cadavérico para confirmar o que causou a morte da jovem, já que ela não tinha ferimentos externos. Amanda Tamyres foi encontrada morta em cima de um colchão na residência de uma amiga, onde estava na companhia de um colega e ex-namorado.

Foto: Reprodução/FacebookAmanda Tamyres tinha 15 anos
Amanda Tamyres tinha 15 anos

“Até o momento estamos aguardando o laudo para poder manifestar nossa opinião. Ela foi encontrada morta na casa uma amiga, ficou até a madrugada com um colega lá, que em tese é suspeito, e ele é ex-namorado dela também. Até por volta de 3h da manhã, ela estava nessa casa com esse amigo e foi encontrada morta por volta de 14h40, sozinha, em cima de um colchão, já bastante enrijecida. Externamente ela não tinha ferimentos, os sinais são todos internos, por isso a importância do laudo para a gente de fato prosseguir com as investigações”, disse a delegada.

A delegada afirmou que a adolescente era usuária de drogas e no local onde ela foi encontrada, a perícia constatou a presença de resquícios de cocaína.

Quatro pessoas conduzidas para a delegacia

Após a jovem ser encontrada, na tarde da segunda-feira (22), quatro pessoas foram conduzidas à delegacia para prestarem esclarecimentos, são elas: o colega e ex-namorado que estava com a jovem durante a madrugada, um ex-namorado que teria terminado o namoro com ela na semana anterior ao fato, um genro desse ex-namorado e a dona da casa em que ela foi encontrada.

“Eles foram conduzidas, esse companheiro que esteve com ela até a madrugada, um ex-namorado, que tinha terminado no domingo o namoro, um genro desse namorado dela, que supostamente teria a ameaçado, mas não foi confirmado e a dona da casa, que durante toda a noite estava na residência. A hipótese de feminicídio não é descartada, porém não digo que seja o ponto forte da investigação, porém não descartamos. Mas só terá algo de concreto mediante o laudo, a previsão é até o final dessa semana”, declarou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.