GP1

Política

Wellington Dias manda recado para aliados insatisfeitos com o Governo

"Governo a gente faz com quem quer ser governo”, declarou o governador Wellington Dias.

O governador Wellington Dias (PT) comentou, durante entrevista à imprensa nesta quinta-feira (10), as insatisfações de alguns aliados acerca das estratégias que poderão ser adotadas nas eleições de 2022. O chefe do Palácio de Karnak mandou um recado aos descontentes e afirmou que só deverá permanecer integrado ao projeto político governamental, àqueles que realmente estiverem dispostos a colaborar.

Prevendo as dificuldades futuros, Wellington adiantou que vai priorizar os diálogos para tentar dirimir as eventuais insatisfações no time. "O caminho essencial da política é o diálogo. Claro que governo a gente faz com quem quer ser governo”, avisou o governador.

“Eu brinco que esse negócio de governo a gente querendo, a gente estando animado, já não é fácil, imagina um puxando pra um lado, gente puxando pra o outro. Mas, vamos dialogar e encontrar um caminho, se Deus quiser", declarou o governador.

Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

Chapas proporcionais

Existe uma inquietação entre os partidos que compõem a base do Governo acerca dos entendimentos que deverão ser adotados para composição da chapa proporcional por conta do fim das coligações.

A princípio, apesar de não falar sobre o assunto publicamente, o governador já teria apresentado aos aliados a possibilidade de enxugar a quantidade de partidos da base, deixando apenas aqueles de maior envergadura.

Dentro deste cenário, restariam para a disputa por vagas na Câmara Federal apenas o MDB, PT e PSD. Já para deputado estadual sobreviveriam MDB, PT, PSD e Solidariedade. Essa projeção tem esbarrado na rejeição das demais siglas, que resistem à estratégia.

Chapa majoritária

Outro ponto que deverá render muita dor de cabeça a Wellington Dias, é justamente o interesse do MDB e do PSD pela vaga de vice na chapa majoritária. Os emedebistas, inclusive, já trabalham o nome do presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho para a vaga. Do outro lado, os deputados Júlio César e Georgiano Neto, disseram que não trabalham com a hipótese de ficar de fora do grupo majoritário.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.