GP1

Teresina - PI

Coordenadora do Colégio Gilberto Campelo morre vítima da covid-19

Kátya Lima era pedagoga e coordenadora do ensino fundamental do colégio. Ela deixa esposo e duas filhas.

A pedagoga e coordenadora do Curso e Colégio Gilberto Campelo, Kátya Lima-verde, morreu nesta quarta-feira (16) vítima de complicações da covid-19, doença causada pelo coronavírus. Ela estava internada em um hospital particular da Capital há cerca de um mês, mas não resistiu e faleceu na manhã de hoje.

A informação foi confirmada pela própria instituição de ensino, que emitiu uma nota de pesar lamentando a morte da educadora e destacou seu trabalho enquanto esteve a frente da coordenação do ensino fundamental do colégio.

Foto: Reprodução/FacebookCoordenadora Katya Lima-verde
Coordenadora Katya Lima-verde

“É com pesar que informamos o falecimento da Coordenadora do Ensino Fundamental 2, Kátia Lima-verde, agora pela manhã. Katya deixará saudades eternas a todos que tiveram o prazer de conviver com ela: professores, alunos, pais, amigos e parentes”, diz um trecho da nota.

Kátya Lima-verde era natural do município de Elesbão Velosos e deixa esposo e duas filhas. Há cerca de um mês, a coordenadora perdeu seu pai, Bianor Lima-verde, para a doença. Ainda não há informações sobre o sepultamento da educadora.

Confira a nota na íntegra

É com pesar que informamos o falecimento da Coordenadora do Ensino Fundamental 2, Kátia Lima-verde, agora pela manhã (16/06). Agradecemos a Deus e sua família pelo relevante trabalho desenvolvido por Katya.

Que Deus a receba na glória e conforte sua família. Katya deixará saudades eternas a todos que tiveram o prazer de conviver com ela: professores, alunos, pais, amigos e parentes.

Por isso as atividades escolares ficam paralisadas a partir de agora, retornam amanhã.

Colégio Gilberto Campelo

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.